Motorista embriagado colide em viatura da GCM

Foi no km 248+200 metros da SP-300, Rodovia Marechal Cândido Rondon, sentido leste, na noite desta quarta-feira (13) que os agentes municipais Carlos e Batista a bordo de uma caminhonete S10 da frota da Guarda Civil Municipal (GCM) realizavam deslocamento pelas estradas rurais do município e foram surpreendidos por uma colisão traseira contra o veículo oficial que se encontrava com todas as luzes acesas, pois o local é de difícil visibilidade.

O responsável pelo acidente foi um cidadão chamado Devanir Braz de Camargo, de 52 anos, que conduzia uma caminhonete C10 da cor amarela. Segundo o relatório policial Camargo teria fugido do local do acidente, mas foi perseguido e detido nas proximidades da sede do Departamento de Estrada de Rodagem (DER) estando em visível estado de embriaguês. Ele próprio veio a confirmar que, realmente, havia bebido “caipirinhas” e vodka e pego a estrada para ir até seu trabalho.

Os dados foram encaminhados até o Plantão Permanente, onde a delegada Simone Alves Tuono, elaborou um Boletim de Ocorrência (BO) de dano, embriaguez ao volante e fuga de local de acidente, determinando a recolha do veículo.

O indiciado foi convidado a fazer o teste de etilômetro (bafômetro), porém, o mesmo negou a realização de tal exame. A delegada solicitou ainda a presença da médica legista que constatou em seu laudo que o indiciado encontrava-se “completamente embriagado”. A ocorrência foi apresentada pelo inspetor Paes e agente Celso.

{tam:25px}{n}Bar aberto{/n} {/tam}

Em outra ocorrência, esta por volta das 3 horas da madrugada desta quinta-feira (14), os agentes municipais inspetor Paes e agente Lima atenderam uma denúncia de perturbação de sossego e tráfico de entorpecentes no Jardim Peabiru, porém, os ilícitos não foram constatados.

Foi verificado no local a falta de alvará do estabelecimento comercial, sendo constatado que o mesmo não encontrava-se afixado em local visível. O proprietário alegou que o alvará estava com o contador, mas diante dos fatos, foi determinado que o estabelecimento fosse fechado e que regularizasse sua situação.

{tam:25px}{n}Fiscalização em disk motos {/n}{/tam}

Dando continuidade ? política de fiscalização constante ? s agências de moto táxis e também atendendo ? s denúncias que são recebidas diariamente, a equipe liderada pelo inspetor Iwerton foi até duas agências de moto táxi que estão regulares e cumprindo com suas obrigações, porém, muitos motociclistas não estão cumprindo as exigências da Lei Municipal. Em razão disso foram autuados e algumas motocicletas foram recolhidas.

O balanço geral desta operação contou com 03 autos de infração lavrados, 03 motocicletas recolhidas e 03 autos de advertências. Participaram também desta operação o inspetor Destro e os agentes Courel, Da Silva e Belo.