Morador do “tubo” é preso por prática de furto

Um trabalho realizado pela equipe de policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Vitor, Marcos Franco e Paulinho, além do delegado Celso Olindo, terminou na prisão de um cidadão chamado Edvan Rocha, de 25 anos, apontado como autor de um furto cometido no último domingo na Rua Emílio Cane, na Vila Assunção. Ele subtraiu de um veículo estacionado um módulo de potência, que pertence a um servidor público municipal.

Ele chegou a ser detido pela Polícia Militar com o aparelho na mão, mas acabou sendo liberado, já que na ocasião não havia provas de que tivesse cometido furto. Alegou que havia comprado de terceiros. Porém, o proprietário desse módulo compareceu na delegacia e reconheceu produto furtado. Na manhã desta quinta-feira (24) ele foi detido pelos policiais da DIG e reconheceu que havia praticado o crime. Também confessou a autoria de outros dois furtos.

A particularidade é que Edvan Rocha mora em um terreno baldio na Vila Assunção e dorme num dos tubos de concreto espalhados pelo local. “Outros tubos também são usados por pessoas que cometem furtos para sustentar o vício em crack e moram nesse local”, disse o policial Marcos Franco. “A situação precária em que eles vivem chamou a atenção da assistência social do município que esteve visitando o local”, acrescentou Vitor.

{bimg:37407:alt=interna:bimg}

{n}Máquina filmadora{/n}

Outro detalhe é que os policiais da DIG também fizeram a apreensão de uma câmera filmadora que estava em poder de uma pessoa que já é conhecida nos meios policiais e está sendo averiguada. A polícia acredita que câmera seja produto de furto.

“Por isso estamos solicitando que se uma pessoa que teve uma filmadora furtada nos últimos dias pode nos procurar aqui na DIG para fazer o reconhecimento e ter o produto restituído. A pessoa não será identificada”, frisou Marcos Franco.