Mega operação foi realizada para coibir a prostituição

Uma mega operação sob o comando da delegada titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) Simone Alves Tuono, foi desencadeada na noite desta quarta-feira (14) na região da Vila Santana, conhecida como principal ponto de prostituição da Cidade. A operação teve apoio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e Guarda Civil Municipal (GCM), com várias viaturas.

O principal objetivo da operação foi a verificação de adolescentes envolvidas com a prostituição, captura de foragidos da Justiça, apreensão de armas e substâncias entorpecentes, entre outros. Os policiais civis, assim como os guardas municipais percorreram várias ruas, focando a atenção nos bares onde as mulheres costumam abordar “clientes” para fazerem programas sexuais. Dois bares foram fechados por não estarem com os alvarás de funcionamento regularizados.

“Este é um local bastante conhecido da polícia e sempre que temos oportunidade procuramos realizar operações surpresas como esta, com o objetivo principal de coibir a prostituição. Detivemos várias mulheres, assim como diversos travestis para averiguação. Todos foram levados ? DDM”, frisou a delegada Simone Tuono.

Para o inspetor Pimentel da GCM, esta operação mostra que a polícia está atenta com casos de prostituição de adolescentes. “Infelizmente, não são raras as mulheres que se enveredam na prostituição ainda na adolescência, muitas por causa da dependência química. Por isso, este tipo de operação é muito importante”, destacou Pimentel.

O delegado da DIG, Gerado Franco Pires, também esteve no local levando sua equipe e viaturas. “Esta é uma operação da DDM e estamos aqui para dar nosso apoio, pois poderia haver resistência das pessoas abordadas”, disse o delegado. “Essa união de forças mostra que existe um trabalho sincronizado entre as polícias Civil e Guarda Municipal e isso inibe a criminalidade”, arrematou.

Fotos: Quico Cuter