Médica é roubada e acaba refém do assaltante

A médica Luiza Toscano Dias Rodrigues (24), passou por momentos de muita apreensão e medo nas mãos de um assaltante desconhecido na noite desta quinta-feira na Praça João Paulo. A ocorrência foi atendida pelos policiais militares Gonçalves e Roma, que estiveram no local dos fatos.

Consta que a médica saiu de seu carro um VW Gol, vermelho, ano 2009, com placas de João Pessoa, estado da Paraíba, com o propósito de adquirir uma passagem no Terminal Rodoviário quando foi surpreendida pelo assaltante que armado com um revólver a obrigou a retornar para o carro.

Sentado no banco traseiro do veículo o assaltante obrigou a médica a tomar sentido da Avenida Vital Brasil e em seguida pela Rodovia Marechal Rondon. Nas proximidades do Condomínio Vale do Sol ela foi liberada, sem sofrer agressão física. O marginal fugiu tomando sentido Serra de Botucatu.

Os policiais fizeram o encaminhamento da profissional de Saúde ao Plantão Permanente onde a autoridade policial civil confeccionar o Boletim de Ocorrência e o crime foi encaminhado ao Serviço de Inteligência da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Polícia Civil.

{n}Crime semelhante{/n}

O assalto contra a médica foi semelhante a outro ocorrido esta semana que também está sendo investigado pela Polícia Civil, que não descarta a possibilidade de ter sido cometido pela mesma pessoa. O roubo foi no Auto Posto Universitário, que fica no final da Rodovia João Butignolli, no Distrito de Rubião Júnior, acesso da antiga entrada para a Unesp.

Na ocasião o funcionário do posto, Alex Fernando, estava se alimentando na cozinha do estabelecimento comercial quando foi abordado pelo desconhecido que estava com uma blusa com capuz na cabeça, anunciando o assalto, fazendo ameaças contra sua vida com um revólver.

Depois de subtrair dinheiro o ladrão obrigou esse funcionário a entrar no seu próprio carro, um Chevette, e fez com que tomasse o volante, ficando no banco traseiro apontando o revólver contra sua cabeça. O carro seguiu pela Rodovia Marechal Rondon e quando chegou ao Bairro Santo Antônio de Sorocaba após a Serra de Botucatu, o ladrão obrigou o funcionário a descer.

Os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) Pimentel e Lima, que efetuavam patrulhamento por aquela região, encontraram a vítima que relatou o ocorrido. Os guardas também localizaram o carro de Alex que havia sido levado pelo assaltante e que “morreu” por falta de combustível.

Fotos: Valéria Cuter