Marginal armado e encapuzado rouba loja no Lavapés

Uma câmera de vídeo fez imagens de um crime de roubo ? mão armada cometido por um marginal armado com um revólver e encapuzado na Rua João Passos, nº 1929, região do Bairro do Lavapés, tendo como vítima o proprietário da loja de materiais de construção, “João Português”.

A reportagem do {n}Jornal Acontece {/n}teve acesso a essas imagens, através da TV Alpha (canal 2 – Net), que mostra o ladrão caminhando pela calçada em direção ? loja, retirando o capuz do bolso, colocando na cabeça e entrando no estabelecimento comercial. Minutos depois ele sai da loja, com os produtos do roubo em uma sacola plástica segue pela calçada em direção a Cohab I. Não foi possível visualizar se havia um carro dando cobertura ao assalto, embora essa possibilidade não tenha sido descartada. A suspeita recai sobre um Chevete.

Essas imagens foram entregues ao delegado Celso Olindo, titular da Delegacia de Investigações Gerais, para que o marginal seja preso. O delegado não quis adiantar se o suspeito é conhecido nos meios policiais, para não atrapalhar o trabalho investigativo. Porém, existe a expectativa de que o responsável pelo roubo seja preso nas próximas horas,

O crime ocorreu na tarde desta quarta-feira quando o marginal invadiu o estabelecimento comercial, rendeu o proprietário Décio Oliveira que foi obrigado a ficar nos fundos da loja e anunciou o assalto, subtraindo do caixa a quantia de R$ 300,00.

Além do dinheiro em espécie, o marginal levou um notbook com bolsa, um monitor de computador de 14 polegadas com teclado, um telefone celular, uma plaina elétrica, duas furadeiras e a carteira da vítima com seus documentos pessoais e cartões de crédito.

No local estiveram os policiais militares cabo Samuel e soldado Edilton, que realizaram patrulhamento pelas imediações do crime, mas o marginal não foi localizado. O caso foi conduzido ao 1º Distrito Policial (DP), onde o delegado Marcelo Lanhoso de Lima confeccionou o Boletim de Ocorrência (BO) e agora o crime está sendo investigado pelos policiais da DIG.