Locutor volante popular é esfaqueado na Cohab I

A Polícia MIlitar fez o registro de um caso de esfaqueamento de pai e filha, na Rua 16, região da Cohab I, no início da noite desta segunda-feira. As vítimas foram Wenceslau Pinto Filho, 70 anos, conhecido como Lau Som ou Barba Azul (no prefixo PX rádio amador) e sua filha Karina de 38 anos. O autor do crime foi um cidadão chamado Ransés Montanha, conhecido por Alemão, que fugiu em um Fiat Fioriono.

De acordo com o que está descrito no Boletim de Ocorrência (BO), Lau que estava acompanhado de sua filha Karina, teria se desentendido com Alemão e ambos começaram a discutir, entrando em luta corporal.  Os dois já se conheciam e tinham uma desavença antiga  e outras pessoas acabaram entrando na briga.

No calor do entrevero Alemão sacou de um canivete e desferiu um golpe no abdome do locutor atingindo seu intestino grosso.  A filha Karina ao sair em defesa do pai também recebeu um golpe no abdome. Os dois foram encaminhados ao Pronto Socorro (PS) do Hospital das Clínicas (HC), onde encontram-se sob cuidados médicos.

O caso foi registrado em Boletim de Ocorrência (BO) no Plantão Permanente pelo delegado Geraldo Franco Pires como lesão corporal  dolosa.  Alemão está sendo procurado, mas existe a expectativa de que se apresente espontaneamente na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) nas próximas horas.

Vale lembrar que Lau  é bastante conhecido na cidade pelo trabalho que realiza como  locutor de auto falante volante popular, com sua inconfundível voz, divulgando notas de falecimento já há 60 anos. É um dos poucos profissionais dessa área que ainda está em atividade no Brasil. Não existe uma só família de Botucatu que não tenha ouvido Lau passar anunciando a morte de um conhecido ou parente. Por isso a ocorrência chamou bastante a atenção da comunidade.