Lançado programa que aprimora o policiamento comunitário

Fotos: Luiz Fernando

Na presença de diversas autoridades municipais, o delegado Adjair de Campos, secretário de Segurança Pública e Direitos Humanos do Município de Botucatu, fez na manhã desta segunda-feira (25) o lançamento do Programa de Patrulhamento Orientado ao Patrimônio Municipal (PPOP). O evento aconteceu no auditório Ciro Pires, na sede da Prefeitura Municipal.

Em sua explanação o secretário elencou uma série de atividades que fazem parte desse programa com o objetivo de aprimorar o policiamento comunitário nas praças, bosques, prédios públicos e áreas de preservação ambiental, abrangendo a região central e bairros da cidade. O programa também se estende ? s localidades mais afastadas como os distritos de Vitoriana e Rubião Júnior e bairros como Rio Bonito, Mina, Piapara, Alvorada da Barra, Anhumas, entre outras.

“A proposta é orientar o patrulhamento preventivo comunitário nos setores envolvidos sem, entretanto, influenciar o trabalho regular cotidiano desenvolvido pelas equipes de patrulhamento nos logradouros públicos e nos atendimentos de ocorrências em diferentes pontos da Cidade”, observou o secretário de Segurança.

Adjair de Campos enfatiza que as ações terão maior enfoque no que tange a prevenção de danos, pichações, furtos e demais infrações que atinjam o patrimônio público municipal. “Estrategicamente distribuídas, as equipes envolvidas percorrerão, diariamente, cerca de mil quilômetros, patrulhando mais de 120 próprios municipais”, prevê.

O PPOP será executado pelas equipes do Grupo Especializado de Policiamento com Motocicletas (GEPOM); Grupo de Patrulhamento Ambiental (GPA) e Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), sob a supervisão direta dos inspetores de patrulhamento e acompanhamento do subcomandante da Guarda Civil Municipal, Weber Pimentel.

De acordo com o secretário de Segurança entre os resultados esperados estão a diminuição no número de ocorrências envolvendo próprios municipais; participação da comunidade local no trabalho da GCM; desenvolvimento de ações conjuntas de prevenção com as polícias Civil e Militar; garantir a melhor utilização dos próprios municipais pela população botucatuense e compartilhamento de informações com outros órgãos públicos.