Jovens estudantes fazem bloqueio educativo na Rua Amando

Uma equipe de estudantes que faz parte do programa Jovens Construindo a Cidadania (JCC) da Polícia Militar (PM) de Botucatu, sob a coordenação do policial Fontes e da conselheira Fogaça que é integrante do Next Generation Board (Conselheiros da Nova Geração), esteve realizando um bloqueio educativo pela Rua Amando de Barros, região da Praça Emílio Peduti – Bosque.

Escolhidos, aleatoriamente, os motoristas foram parados pelo policial militar para que os estudantes entregassem uma sacolinha de lixo e um panfleto alusivo sobre os cuidados que as pessoas que estão trafegando em veículos devem ter para não jogar lixo na rua, mantendo-as limpas e ao mesmo tempo evitar entupimento de galerias de águas pluviais.

“Por isso os jovens estudantes estão entregando essas sacolinhas especiais para que o lixo seja armazenado e depositado em locais adequados e não atirado em via pública. Por isso, chamamos esse projeto de bloqueio educativo”, comentou o policial Fontes. “O objetivo é no sentido único de orientar, mas é previsto multa e perda de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH)”, acrescenta.

Para a conselheira Fogaça esse projeto é importante, pois ensina o sentido de cidadania ? s crianças e alerta os adultos, já que grande parte do lixo dispensado em via pública acaba sendo levado pelas águas das chuvas e caindo nas galerias. “Se houver a conscientização de todos, seguramente, teremos uma cidade mais limpa e estaremos contribuindo com a natureza, diminuindo a poluição”, ressaltou Fogaça.

Os motoristas parados pela polícia aprovaram a iniciativa. “Acho legal e interessante observar jovens preocupados em preservar o Meio Ambiente. Eles estão dando um bom exemplo para nós adultos”, disse o professor Osmar Duvílio Mattos, 43. “Acho que muitos adultos deveriam seguir o exemplo dessas crianças que estão dando exemplo de cidadania”, observou o taxista Silvio Antônio Roque Neto, 54. “Só posso parabenizar essa iniciativa”, acrescentou a comerciante Ana Luiza Pereira, 28.