Incêndio destrói vegetação na Gastão Dal Farra; Bombeiros combatem chamas próximas ao Maria Luiza

 

bombeiros 5

bombeiros 2
Bombeiros combateram chamas próximas ao Maria Luíza e a Cesp

Um incêndio destruiu na tarde deste sábado, 06, uma grande área de vegetação próximo ao residencial Maria Luiza, margeando a Rodovia Gastão Dal Farra. A queimada se estendeu até próximo complexo da Cesp na mesma rodovia.

Por horas o Corpo de Bombeiros combateu as chamas, evitando que elas pudessem alcançar residências ou mesmo linhas de transmissão. A ação contou com o apoio da Prefeitura Municipal e Usina São Manoel.

Segundo informações dos Bombeiros, a Prefeito apoiou essa ocorrência de imediato após contato feito com o encarregado da Garagem. Uma máquina foi enviada ao apoio. Já a Usina São Manuel tem mostrado solicita com as emergências neste período de estiagem que vive a região.

O Corpo de Bombeiros chegou a atender em média 100 ligações por dia dando conta de incêndios em grandes áreas. A maior parte dos incêndios registrados são criminosos.

 

fumabom
João Cury e Capitão Winckler: Quatro brigadistas municipais foram contratados

Novos brigadistas

Com recursos do FUMABOM (Fundo Municipal de Manutenção dos Bombeiros) foram contratados quatro brigadistas municipais que formarão duas equipes, que atuarão diariamente das 10 às 22 horas. Elas terão à disposição uma pickup cedida pela Secretaria do Meio Ambiente que terá acoplado um tanque com capacidade para 1.000 litros de água.

“Atendemos um total de onze municípios. Em períodos críticos temos recebido de 80 a 100 ligações por dia, sendo 80% delas de Botucatu. Muitas vezes combatemos incêndios de grandes proporções, que exigem horas de trabalho. Por conta disso os focos menores ficam desguarnecidos. Esse reforço dos brigadistas será importante”, atesta o capitão Edson Winckler Filho, comandante do 2º Subgrupamento de Bombeiros de Botucatu.

Os brigadistas contratados são bombeiros civis e atuarão pelo período de 4 meses, justamente na época em que o número de casos de incêndios em terreno e vegetação aumentam por conta do período seco. O investimento total será de R$ 88 mil, com recursos repassados pela Prefeitura. “São profissionais que já possuem conhecimento prévio e agora estão concluindo treinamento específico, que incluem as técnicas necessárias para combate a incêndio em cobertura vegetal”, informa Winckler.