Incêndio atinge grande área no Jardim Palos Verdes

Veja reportagem da TV Acontece:

 

O Corpo de Bombeiros de Botucatu atendeu na manhã desta quinta-feira, 21, um incêndio de grandes proporções na estrada Municipal dos Oyans, no Palos Verdes. O fogo devastou uma grande área com mato seco e, provavelmente, foi ocasionado criminalmente por alguém que passou pelo local.

"A gente parte do princípio que foi intencional, tudo indica isso, já que pelo local, pela região, dificilmente esse fogo começou sozinho. É uma atitude depreciável de quem faz isso, prejudicando o meio ambiente, os animais e os moradores aqui do local”, disse ao Acontece Botucatu, o Sargento Bill do Corpo de Bombeiros de Botucatu.

Nas últimas semanas, mais de 10 chamados de focos de incêndio por dia são registrados pelo telefone 193. O trabalho dos Bombeiros para conter as chamas nesta quinta-feira durou aproximadamente duas horas. “Foi bastante exaustivo, estávamos em 3, mas conseguimos conter as chamas”, completou o Sargento. Trabalharam na ocorrência, além do Sargento Bill, o Cabo Camilo e o Soldado Luiz Paulo

Fotos: Anderson França

 

Transtornos

As chamas incomodaram os moradores vizinhos ao terreno atingido. Algumas pessoas tiveram que deixar suas casas. "Tive que sair com a minha filha de colo pois a fumaça era muito forte dentro da minha casa. Fiquei dando volta aqui na rua, sem contar a sujeira por tudo, até no berço da bebê", contou a moradora Simone dos Reis.

Populares relataram o início do incêndio. "O fogo começou com um pequeno foco, mas com o vento foi se alastrando e chegou nessas proporções. Minha oficina ficou um transtorno com fuligem e fumaça. Um desconforto para todo o bairro", disse o serralheiro Marcelo Fábio Fernandes. 

Há aproximadamente um mês não chove em Botucatu, situação que proporciona esse tipo de ocorrência. Em 2015 Botucatu figurou entre as primeiras cidades de São Paulo que mais registraram focos de incêndio, no ranking do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

 

Consultor dá dicas de prevenção 

Segundo o Subtenente reformado do Corpo de Bombeiros e consultor de segurança contra incêndio, Eduardo da Silva, a totalidade dos incêndios em matas ocorrem pela ação humana e condições meteorológicas.

“Quando se joga uma bituca de cigarro, quando se solta um balão ou qualquer outro tipo de ação feita em mato seco, o fogo acaba acontecendo. A ação humana, dolosa ou culposamente, provoca a devastação. As situações meteorológicas adversas, principalmente na estiagem, também contribuem. É preciso ter cuidado redobrado em ruas e rodovias, não jogando bituca de cigarro acesas pela janela veículo”, coloca Da Silva.

A Lei dos Crimes Ambientais é clara em seu artigo 4: Ao provocar incêndio em mata ou floresta a pena é de 2 a 4 anos de reclusão e multa.

O que fazer que para proteger a casa?

“Manter as janelas fechadas, usar uma mangueira de jardim para regar a vegetação e cortar o mato em volta da casa pode ajudar. Mas principalmente, por mais difícil que seja a situação, mantenha a calma e siga atentamente as instruções do atendente do Corpo de Bombeiros pelo telefone 193”, explica o consultor José Eduardo da Silva.  

Para ele a conscientização é a chave para se evitar acidentes. “Umas das formas de prevenir o alastramento do fogo é a conscientização dos trabalhadores e moradores locais, através de um plano de prevenção e combate a incêndio”, concluiu o profissional.