Homem que degolou a esposa é preso na Praça do Paratodos

Ao fazer uma operação para aprender uma arma de fogo (espingarda) na região da Praça Coronel Moura – Paratodos, os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM), acabaram capturando um cidadão chamado Silvio Luiz de Oliveira, de 32 anos, de altíssima periculosidade, que estava sendo procurado por ter degolado sua esposa. O crime aconteceu no Rio Grande do Sul, no ano passado. O acusado estava refugiado no Município de Botucatu, morando no Distrito de Rubião Júnior e havia acabado de cometer dois roubos seguidos em regiões diferentes da Cidade (Vila Jardim e Centro).

Tudo começou por volta das 22h50 quando o sistema de monitoramente da GCM percebeu que esse cidadão estava caminhando pela Praça do Paratodos, sentido Avenida Floriano Peixoto, com uma espingarda na mão. Os agentes Camargo e Lazarini do Grupo Especial de Patrulhamento Especializado Ostensivo com Motocicletas (GEPOM) foram acionados e deslocaram-se para o local.

Ao ser abordado, o averiguado não esboçou nenhuma reação e disse que havia comprado a espingarda de um senhor que não conhecia. Entretanto, os agentes detectaram que a arma havia sido roubada de uma residência na Vila Jardim, nas proximidades dos predinhos do CDHU. Ele invadiu a casa, agrediu um senhor de idade avançada e fugiu levando essa espingarda muito antiga, tipo pica-pau, que se carrega pelo cano (também conhecida como espingarda de carregar pela boca) e é procurada por colecionadores.

Na Rua Rangel Pestana, nas proximidades do Mercadão Municipal, o marginal fazendo ameaças com a espingarda, abordou um casal de namorados, anunciou o assalto e fugiu levando dois aparelhos de telefones celulares, certa quantia em dinheiro (não revelada) e um relógio de pulso, até ser interceptado pelos guardas na Avenida Floriano Peixoto, com a espingarda do idoso e os objetos do casal.

Ele ainda tentou ludibriar os agentes dando um nome falso. Porém, com a insistência dos guardas, não teve outra alternativa a não ser revelar seu nome verdadeiro. Com isso, os agentes constataram que estava sendo procurando por ter assassinado sua mulher com requintes de crueldade. Outro detalhe é que no Plantão Permanente ele conseguiu se soltar das algemas, depois de estourar a válvula hidra da cela e estava aguardando uma oportunidade para tentar fugir.

Com essa operação os agentes Camargo e Lazarini, esclareceram o primeiro roubo ocorrido em Botucatu no mês de março, além de tirar de circulação um cidadão que cometeu dois roubos consecutivos e estava sendo procurado por assassinato. O Boletim de Ocorrência (BO) foi elaborado pelo delegado Sérgio Castanheira e o homicida Silvio Luiz de Oliveira, foi recolhido ? Cadeia Pública local e encontra-se ? disposição da Justiça.

Fotos: Macaru