Homem encontrado morto em construção é identificado

Gildásio Costa Moutinho, conhecido como Gil, de 49 anos de idade. Era esse o nome do homem que na noite desta sexta-feira foi encontrado morto em uma casa em construção na Rua Ângelo Simonetti, ao lado do número 305, na Vila Paulista. O reconhecimento só foi feito horas depois de o cadáver ser encontrado em razão de Gil estar sem seus documentos pessoais e viver na rua.

Segundo informações de moradores daquela localidade que conheciam o homem, mas não sabiam que tinha parentes em Botucatu, ele era alcoólatra e dormia naquela casa vem sendo alvo de reclamações constantes de moradores, já que ela não tem a parte frontal murada e qualquer pessoa tem acesso para entrar ou sair dela, a qualquer hora do dia ou da noite.

No local estiveram os policiais militares Márcio e Castro, assim como o delegado plantonista Marcelo Lanhoso de Lima, que fez o Boletim de Ocorrência (BO). Não foi constatado marcas aparentes de violência no corpo que poderia caracterizar um possível assassinato. A probabilidade maior é que ele tenha morrido de maneira natural, entretanto o laudo oficial, não foi divulgado.

O corpo foi conduzido ao Centro de Verificação de Óbito (CVO), da Unesp de Botucatu e, posteriormente, encaminhado ao Complexo Funerário Orlando Panhozii, mas não deverá ser velado. O sepultamento está previsto para acontecer ? s 13 horas deste domingo, no Cemitério Jardim.

Fotos: Jornal Acontece Botucatu