Homem é preso pela GCM acusado de crime de extorsão

Nesta quarta-feira (21) os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM), Jayme e Courel, realizaram a prisão em flagrante de Emerson Perger Júnior, de 22 anos de idade, na Praça Cavalheiro Virgínio Lunardi, na Vila dos Lavradores. Esse cidadão é apontado como autor de um crime de extorsão praticado contra um adolescente de 12 anos de idade.

Os guardas foram acionados, via telefone 199, para comparecer na Escola Luiz Tácito Virgínio dos Santos, onde o adolescente relatou que estava indo para escola quando um indivíduo o abordou e mediante ameaça subtraiu seu celular. Diante da situação o pai da vitima foi orientado a comparecer na 2ª Central de Polícia Judiciária para registrar o fato.

Após a orientação e dos detalhes passadas pelo garoto os GCM’s optaram por realizar o patrulhamento com intuito de localizar o autor do crime. Nesse ínterim, a Central de Comunicação da GCM (GCCOM) retransmitiu ? s viaturas que um indivíduo estaria usando entorpecente na Praça Virgínio Lunardi. O que chamou a atenção foram as características passadas que coincidiam com as do indivíduo que havia subtraído o celular do garoto minutos antes.

Feita a abordagem e confirmado que, realmente, o indivíduo era bastante parecido com o que havia assaltado o menor e o questionaram sobre o fato. Inicialmente, ele negou e acabou sendo conduzido até a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), onde o garoto o reconheceu. Diante do reconhecimento Perger Júnior confessou a autoria do crime e alegou que havia vendido o celular por R$ 20,00 para comprar entorpecente.

Diante da confissão e da materialidade dos fatos o delegado Geraldo Franco Pires deliberou pela lavratura do auto de prisão em flagrante pelo crime de extorsão e o encaminhou ? Cadeia Pública de Botucatu, onde responderá pelo crime que praticou, cuja pena é de 04 anos a 10 anos de reclusão.

Perger Júnior também está sendo apontado como suspeito de outros crimes semelhantes cometidos em diferentes pontos da Cidade. A maneira de agir é bastante semelhante ? abordagem feita ao adolescente. Nos outros casos registrados no mês de novembro o meliante abordou suas vítimas (mulheres e adolescentes) e mediante ameaça levou os celulares.