Homem é acusado de atear fogo contra a própria casa

Na noite desta segunda-feira (18) a equipe do Corpo de Bombeiros atendeu a um caso de incêndio criminoso em uma residência na Avenida Valdemar Vizoto, no Jardim Santa Eliza, que teria sido cometido pelo próprio proprietário: Adriano Gomes Fernandes, de 27 anos. Nessa ocorrência foi necessária a presença da Guarda Civil Municipal (GCM) com os agentes Santos e Lima, já que o dono da casa, que se apresentava em aparente estado de embriagues, estaria atrapalhando o trabalho dos bombeiros em controlar o fogo.

Os agentes municipais constataram que Fernandes havia passado o dia bebendo provocando os vizinhos e ameaçando colocar fogo onde residia com sua mulher. Por causa disso, teria ateado fogo na casa, embora tenha alegado que quando o incêndio começou ele estava dormindo. A residência incendiada é de propriedade do pai da esposa e onde residem seus pais, o irmão e o casal. Segundo o cunhado do acusado, no interior da residência estava uma motocicleta recém-adquirida.

O fato mais grave desse caso é que uma criança de dois anos e quatro meses de idade, filha do casal, poderia ter morrido.  A guarnição foi informada que a criança estava sendo cuidada por uma babá e durante o dia o mesmo pediu para que ela fosse embora e ele ficaria com a criança. Teria dito que estava com a intenção de colocar fogo na criança na casa e depois tiraria a própria vida. Temendo que ele cumprisse a promessa, essa babá levou a criança embora e a deixou em segurança.

Diante das evidências apresentadas os agentes municipais deram voz de prisão a Fernandes e conduziu as partes até o Plantão Policial Permanente onde o delegado Paulo Fábio Buchignani, após tomar ciência dos fatos elaborou o Boletim de Ocorrência (BO) de natureza incêndio, violência e ameaça encaminhando o acusado à Cadeia Pública de Itatinga.