Homem de 78 anos é brutalmente assassinado em assalto

Na noite deste sábado, por volta das 19 horas, um crime de tentativa de roubo, que terminou em um violento assassinato com requintes de crueldade, foi atendido pelos policiais militares cabo Edson e soldado Villa, em uma casa na Rua João Rosa de Oliveira, nº 135, região central de Porangaba.

Consta que dois indivíduos que ainda não foram identificados invadiram a casa do aposentado Oscar Francisco dos Reis, com 78 anos de idade, e um deles armado com um facão anunciou o assalto. Ao ser surpreendido, Oscar Reis não atendeu a voz de assalto e acabou entrando em luta corporal com os assaltantes.

O entrevero entre a vítima e o assaltante for presenciado por uma testemunha de nome Marcelo da Silva, de 26 anos, que estava caminhando pela rua e ao perceber Oscar Reis lutando com os dois desconhecidos, acionou a polícia.

Porém, os dois marginais, percebendo que haviam sidos descobertos, empreenderam a fuga, sem levar nada. O agravante é que na luta corporal a vítima foi ferida pelo facão, que lhe causou sérios ferimentos em várias regiões do corpo.

Com a chegada dos policiais militares, Oscar Reis foi conduzido ao Pronto Socorro (PS) de Porangaba, onde foi atendido pela médica plantonista (Dra. Tânia), que constatou múltiplos ferimentos na cabeça, pavilhão auditivo direito, face, antebraço direito e esquerdo, ferimentos profundos com fraturas e exposição óssea e também traumatismo craniano encefálico.

Em razão da gravidade dos ferimentos, a equipe médica optou por fazer o encaminhamento de Oscar Reis ao Pronto Socorro da Unesp de Botucatu, onde chegou ainda com vida, mas veio a falecer no início da madrugada deste domingo, por volta das 00h50.

O caso foi registrado na delegacia de polícia de Porangaba e a investigação será acompanhada pela equipe especializada da Delegacia de Investigações gerais (DIG) de Botucatu, por determinação do delegado seccional de polícia, Antônio Soares da Costa Neto (foto) já que Porangaba é uma das 11 cidades que estão sob o comando da seccional de Botucatu.

A maneira violenta como que os marginais agrediram e mataram esse senhor de 78 anos chocou a população de Porangaba. Por isso, o caso ganhou prioridade regional, tanto da Polícia Militar como da Civil, para que os autores desse crime considerado hediondo sejam identificados e presos.

Foto: Arquivo