Haitiano perdido em Botucatu é atendido pela GCM

A Guarda Civil Municipal (GCM)foi acionada para comparecer ? sede do Centro de Atendimento ao Migrante Itinerante e Mendicância (Camim)para atender a uma ocorrência incomum. Um cidadão de origem haitiana chegou a unidade e não estava conseguindo se comunicar, pois possui muita dificuldade com a língua portuguesa. Em razão disso, estava muito agitado e não compreendia ninguém.

A guarnição formada pelo inspetor Barcaça e o agente Dias compareceu ao local e com o auxilio de duas professoras da Escola Cardosinho, ao local (Ângela e Daniela) constatou-se que haitianao se chamava Wilson Leonvil, de 32 anos natural da cidade de Sant Louis – Haiti e falava duas línguas: crioulo haitiano e o francês. Então foi realizado contato com Priscila Acerra professora conhecedora da língua francesa e por telefone falou com Wilson conseguindo todas as informações necessárias.

Ele informou que veio ao Brasil para trabalhar na área da construção civil, porém não se adaptou e pretendia chegar ate a embaixada do Haiti, em São Paulo. Revelou que há vários dias está viajando desde a Cidade de Cuiabá MT e somente aqui em Botucatu foi que se preocuparam em providenciar alguém que falasse sua língua para entender sua história.

Foi conferido o passaporte de Wilson e constatado que sua situação esta regular no Pais e ele foi embarcado na manha desta quinta-feira (14)para a cidade de Sorocaba e ficou ais cuidados da Assistência Social daquela cidade para que chegasse a São Paulo e conseguir passagem para retornar ao seu País de origem.