Guarda Municipal continua a ser referência para outras cidades

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Botucatu recebeu na manhã desta quinta-feira (31) a visita de Anderson Prado Lima, vereador e diretor da Associação Comercial e Industrial (Acilpa), da cidade de Lençóis Paulista. Durante a visita, o parlamentar foi recepcionado pelo secretário Municipal de Segurança e Direito Humanos, delegado Adjair de Campos e o comandante da GCM, Sérgio Luis Bavia.

Na oportunidade, Lima conheceu de perto a estrutura e os procedimentos de atuação da GCM de Botucatu, com a finalidade de levar o mesmo modelo para Lençóis Paulista que ainda não possui Guarda Municipal. Ele realizou uma pesquisa para verificar a possibilidade de implantar este serviço em sua Cidade e Botucatu foi um dos municípios que mais se destacou com diversas notícias sobre suas ações na mídia.

“Acredito que a implantação da Guarda Municipal seria excelente para Lençóis já que a Cidade enfrenta alguns problemas de segurança pública devido ao número de policiais militares e civis serem iguais aos de cidades menores como São Manuel e Pederneiras e também o aspecto da droga que assombra todos os municípios do Brasil. Mesmo assim o Município não pode se omitir e deve buscar outras soluções como esta”, aponta.

A Guarda Civil Municipal de Botucatu que completará sete anos de funcionamento em 2013, se transformou em referência de atuação e tem servido de modelo para outros municípios do estado de São Paulo e do Brasil.

O secretário de Segurança, Adjair de Campos, conta que nos últimos anos as mudanças implantadas na GCM deram maior visibilidade e trouxeram resultados expressivos ? corporação. Com isso, a quantidade de consultas e visitas realizadas por municípios não parou de crescer.

“Já recebemos representantes de cidades de estados como Ceará, Paraná e Alagoas e municípios paulistas como Marília, Jaú, entre tantos outros. Esse tipo de visita tornou-se muito comum porque, para nossa alegria, a Guarda Civil Municipal de Botucatu é reconhecida como de alto padrão. Estamos entre as principais do País pela formação e condição de trabalho que oferecemos aos nossos agentes, além de nossa estrutura e a qualidade do atendimento que prestamos ? população”, declara Campos.

As estatísticas gerais do ano de 2012 apontam que a corporação realizou mais de 46 mil ações. O levantamento revela que foram 21.700 atendimentos comunitários; 16.945 solicitações via telefone 199; 1.207 atendimentos a perturbação do sossego; 1.070 patrulhamentos escolar; 870 mediações de conflitos; 380 ações ambientais.

Durante o ano passado foram efetuadas 184 prisões, sem a necessidade de disparo de um único tiro, levando para a cadeia 104 pessoas detidas em flagrante e outros 80 condenados capturados. Além disso, os agentes recuperaram oito veículos produtos de furto ou roubo e apreenderam outros 31 veículos.