Guarda Civil encontra menino que estava desaparecido há dez dias

Na tarde desta terça-feira os guardas civis municipais, Pichinin e Denardi, estiveram no cruzamento da Avenida Camilio Mazoni com a Rua Angelin Foglia, região da Vila Pinheiro, para resgatar um adolescente de 12 anos de idade que estava desaparecido há cerca de uma semana. Ele havia fugido de sua casa no Jardim Brasil e estava sendo procurado pela família.

De acordo com a inspetora Cintia, da Guarda Civil Municipal (GCM), os guardas foram acionados para comparecer no local para atender solicitação de um morador que percebeu o menino acompanhado de uma menina adolescente caminhando pela rua.

”Como a gente estava procurando um garoto e a descrição fornecida por este morador coincidia, uma guarnição se deslocou até o local e constatou que se tratava do menino que havia desaparecido. Ele estava ao lado de uma adolescente de 12 anos”, colocou a inspetora da Guarda Civil.

O Conselho Tutelar esteve no local representado pela assistente social Silvia Corsi, que acionou a família dos adolescentes e os dois foram entregue ? seus pais. Ambos fugiram de suas casas e estavam sendo acompanhados pelo Conselho. O próprio pai desse menino revelou que ele andava com um grupo de “emos” e já havia ingerido cocaína.

Em razão dos problemas desses adolescentes, principalmente envolvimento com drogas e por estarem sendo acompanhados pelo Conselho Tutelar, os nomes serão preservados e mantidos em sigilo, assim como a imagem de seu rosto, para não violar o que reza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O estatuto proíbe a identificação de adolescentes (mesmo que não sejam infratores) que estejam sendo acompanhados por uma entidade assistencial como o Conselho Tutelar. No momento em que os dois conversavam com a assistente social, o menino adiantou que poderá fugir novamente.

Fotos: Valério A. Moretto