Grupo Ambiental faz o resgate de duas maritacas

Atendendo solicitação feita via 199 o Grupo de Proteção Ambiental (GPA) formado pelos guardas civis municipais Carlos e Amâncio se deslocou até a Rua Luiz Rodrigues, na Vila Pinheiro onde havia duas “maritacas” sendo mantidas em cativeiro.

No local a responsável pela residência informou que os pássaros eram cuidadas por seu genitor, que faleceu recentemente e que a mesma não possui condições de cuidar das aves. Com isso os agentes conduziram as aves ao Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres (Cempas) onde ambas ficaram aos cuidados da equipe coordenada pelo professor doutor Carlos Teixeira.

A maritaca ou baitaca é uma ave da espécie dos psitacídeos da mesma família do papagaio e vive em matas altas e ciliares e também os pinheirais. Em razão da expansão das cidades as aves estão perdendo seu habitat natural e acabam entrando em contato com o homem. Muitos habitantes das grandes cidades têm adquirido o pássaro para tê-lo como um animal de estimação, criando-os, ilegalmente.