Gepom averigua caso de prostituição infantil

Atendendo solicitação feita via 199 o Grupo Especializado de Patrulhamento com Motocicletas (Gepom) da Guarda Civil Municipal (GCM) com os agentes Nogueira e Leandro se deslocou até a Rua 35 do Bairro Alvorada da Barra para prestar apoio ao Conselho Tutelar em uma averiguação de denúncia de prostituição infantil.

Encontrada uma adolescente de 16 anos sentada na mesa de um estabelecimento comercial com mais uma senhora e dois senhores e ela negou estar morando no local ou se prostituindo. Afirmou que foi até o local aguardar seu amásio e que quando ele chegou ficaram conversando.

A guarnição acompanhou o Conselho Tutelar até onde moram os genitores da adolescente, onde a mãe, que a principio foi contra a situação da filha, mudou de opinião e todos foram conduzidos ao Plantão Policial Permanente onde a autoridade presente após tomar ciência dos fatos elaborou o Boletim de Ocorrência (BO), mas a genitora da adolescente não quis representar contra o amásio da filha.