GCM resgata diversas pessoas em vulnerabilidade

A Guarda Civil Municipal intensificou esta semana os trabalhos da Operação Migrante em Botucatu. Devido as constantes baixas em temperatura (mínima média de 12°), a corporação tem redobrado os esforços para ajudar aquelas pessoas que são localizadas expostas ao relento, em condições inadequadas para a sobrevivência.

Apenas nestes últimos dias, seis pessoas foram encaminhadas à Central de Atendimento ao Migrante Itinerante Municipal (Camim), onde receberam alimentação, além de um lugar para pernoitar. Posteriormente as mesmas passam pelo atendimento da equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social do local.

Nesta época do ano, número de pessoas auxiliadas pela Operação aumenta em razão do inverno, que teve início no final do mês de junho, e segue até meados de setembro. A preocupação da GCM se deve ao aumento expressivo do número de atendimentos em 2014: ao todo 239 casos contabilizados. Em 2013, foram 153 e em 2012 outros 198 casos. Neste ano, até o momento, já são 84 casos registrados.  

“Esse aumento no inverno já é esperado. É por isso que reforçamos nosso patrulhamento durante o período da noite. Apenas neste mês de julho já foram 19 casos, mais de dois por dia, em média. Por isso nossa preocupação com esses munícipes”, alerta o subcomandante da GCM, Weber Pimentel.

 

Atendimento

 

Atualmente, Botucatu contabiliza pouco mais de 30 pessoas em situação de rua, de forma permanente. Entretanto, também existem aqueles que estão sempre de passagem pela Cidade. Por isso é importante que essas pessoas não encontrem no Município condições de permanecerem vivendo na mendicância.  

Para ajudar um morador de rua a encontrar atendimento correto para sua situação, basta ligar para os números 190 (Polícia Militar), 199 (Guarda Civil Municipal) ou (14) 3882-8444 do próprio Camim.  

A Prefeitura de Botucatu também já iniciou neste mês de janeiro a construção da sede própria do Camim, na Avenida Paula Viera, nº511, na Vila Ema. Atualmente os serviços são realizados provisoriamente na Rua Capitão Tito, nº 131, no Jardim Central.