GCM resgata corujas e prende procurada da justiça

 

Os guardas civis municipais Camargo e De Santi do Grupo de Proteção Ambiental (GPA) juntamente com a equipe do Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens (Cempas), da Unesp de Botucatu,  Natália e Tábata, resgataram um casal de corujas buraqueiras (foto), que constantemente tentava atacava os moradores, já que estão na época de procriação. Diante dos fatos as aves foram resgatadas e soltas em local adequado.

Esta espécie de coruja recebe o nome de "buraqueira" por viver em buracos cavados no solo. Embora seja capaz de cavar seu próprio buraco, prefere os buracos abandonados de outros animais, como os dos tatus. Costumam viver em campos, pastos, restingas, desertos, planícies, praias e aeroportos.  Seu maior predador é o homem, visto que, por ser uma ave de rapina, essa espécie quase não tem predadores naturais.

 

Mulher presa

Inspetor Belo e agente Petenucci registraram a prisão de uma mulher de 32 anos, que estava sendo procurada pela justiça. O caso foi registrado na unidade do Poupatempo de Botucatu. Segundo informações da pesava contra ela um mandado de prisão em regime aberto, expedido pela Vara de Execuções Criminais de Itapetininga. Diante dos fatos a mulher foi conduzida à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e, posteriormente,  foi levada ao Fórum para que fosse advertida no regime aberto.

 

Bicicleta furtada

Em outra ação o inspetor Belo e agente Petenucci foram solicitados a comparecer na região centra, onde uma denúncia realizada no telefone 199, revelava que uma pessoa havia visto uma bicicleta de sua propriedade que foi furtada há dias atrás. Os guardas localizaram quem estava com a bicicleta e este alegou ter emprestado de um colega conhecido como “Nenê”.

Diante dos fatos o caso foi encaminhado a 1ª Central de Polícia Judiciária, onde o delegado Marcelo Lanhoso de Lima elaborou o Boletim de Ocorrência (BO) de furto e receptação, inclusive no dia do furto foram subtraídas outros produtos da residência da vítima. Após conversar com o delegado, o averiguado acabou reconhecendo quem havia emprestado a bicicleta a ele, o fato está sendo investigado pela Polícia Civil.