GCM registra ocorrência de periclitação de vida

O inspetor Iwerton e o agente Vaz da Guarda Civil Municipal (GCM), atenderam nesta quarta-feira a uma ocorrência registrada em Boletim de Ocorrência como periclitação de vida no loteamento Herbo – Manuel Viera, Bairro Chaparral, Município de Botucatu.

Ao contatar o solicitante, um sitiante de 52 anos de idade, os GCMs foram informados que o filho desse homem, um adolescente de 16 anos, teria tentado envenená-lo usando iscas granuladas para exterminar ratos. Revelou que ao chegar a sua casa para almoçar constatou que na panela de arroz que estava em cima do fogão, havia “iscas de mata ratos”. Ele desconfia que o veneno tenha sido colocado por seu filho que, de acordo com ele, “já é muito problemático”.

Afirmou que apenas ele e o filho têm a chave da porta da casa e o rapaz está desaparecido desde sexta-feira da semana passada. Também revelou ter encontrado no lixo da cozinha uma embalagem do veneno que teria sido usado com o propósito de tirar sua vida.

A vítima da suposta periclitação de vida quis registrar o fato na 2ª Central de Polícia Judiciária, juntamente com os materiais, onde o delegado Antenor de Jesus Zeque, lavrou o Boletim de Ocorrência (BO) de natureza perigo para a vida ou saúde de outrem.

“Fizemos a recolha dos materiais e encaminhamos ao Instituto de Criminalística (IC) para que o laudo pericial seja feito. Vamos aguardar o resultado para darmos sequência ao trabalho investigativo sobre este caso e saber com os fatos ocorreram”, colocou Zeque. Até que tudo seja, devidamente, esclarecido o nome dos envolvidos permanecerão em sigilo.