GCM registra duas ocorrências contra a paz pública

Atendendo solicitação via 199, a guarnição, formada pelos guardas municipais Celso e Dias, compareceu no local Rua Carlos Guadanini, Jardim Planalto, onde de acordo com informações acontecia uma festa organizada por uma república de estudantes. Além do som alto e algazarra, os estudantes ainda interditaram a via sem a devida autorização.

Ao chegarem ao local os agentes que tiveram no apoio o Grupo de Ações Preventivas Especiais (Gape) com os guardas Nogueira, Vaz e Lourenço e Grupo Especial Patrulhamento Ostensivo Com Motocicletas (Gepom) com Regina, Leite, Prado e Ronaldo, contataram a organizadora da festa e solicitaram que o som ao vivo fosse encerrado naquele momento, bem como determinar que as pessoas fossem para a calçada de pedestres, sendo liberada assim a via destinada ao fluxo de veículos.

Também a organizadora que não teve o nome divulgado,  foi orientada quanto aos procedimentos que deve adotar para a realização de um evento daquela natureza. Estima-se que tinham 400 pessoas no local, porém não houve nenhum incidente e após a orientação da GCM, os participantes da festa foram deixando o local e a paz restabelecida.

 

Chácara

Outras ocorrência de perturbação da paz pública foi realizada pela GCM juntamente com a  Polícia MIlitar em uma chácara na Rua Darcisio Coneglian, no Jardim Itamaraty,  onde estava sendo realizada uma festa por estudantes (alunos) de colegial, sem a devida autorização e documentação, com cobrança de portaria e venda de bebidas alcoólicas. Contatado o responsável pelo evento que informou não ter qualquer tipo de documento de vistoria do local, exigido para esse tipo de evento, e/ou alvará de licença para realização da festa, que foi interrompida.