GCM realiza dois flagrantes de tráfico de entorpecentes

Na noite desta terça-feira de carnaval, os agentes Barcaça, Lazarini, Camargo e Denardo do Grupo Especial de Rondas Ostensivas com Motocicletas (GEPOM), da Guarda Civil Municipal (GCM), realizaram duas operações distintas que culminaram com a prisão de duas pessoas acusadas de tráfico de entorpecentes.

Na primeira operação deflagrada por volta das 21 horas, na Rua Antônio Sabino Santa Rosa, na região da Vila Santana, foi feita a prisão de um rapaz, de nome Wagner Luiz Nepomuceno, de 37 anos de idade. Consta no relatório que os agentes efetuavam patrulhamento pelo local quando perceberam o indiciado apanhando um objeto em um terreno baldio.

Ao perceber a Guarda Municipal o acusado atirou um pequeno pacote para longe e insuflou o seu cão de estimação a atacar os agentes. Nesse pacote havia 12 pedras de crack. O cão foi contido e durante a prisão desse elemento os policiais localizaram em um buraco feito no chão, mais 85 gramas de cocaína.

Ele recebeu voz de prisão e acabou conduzido ao Plantão Permanente, onde foi apresentado ao delegado Sérgio Castanheira, que fez seu enquadramento em crime de tráfico de entorpecentes e determinou seu recolhimento ? Cadeia Pública.

Fotos: Macaru

{n}{tam:25px}Nove pedras de crack{/n}{/tam}

{bimg:19445:alt=interna1:bimg}

Outro caso de tráfico de entorpecentes deflagrado pela GCM, através do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), ? s 23 horas, foi na Rua João Miguel Rafael, altura do número nº 948, na Vila Assunção. Acabou preso nessa operação Thiago Domingues, de 22 anos de idade.

Em patrulhamento preventivo comunitário pelo local dos fatos, a equipe deparou-se com o indiciado em atitude suspeita que ao avistar a viatura fugiu, atravessando a Rodovia João Hipólito Martins – Castelinho, sendo detido nas proximidades da Vila Assunção. Na busca pessoal foi encontrado R$ 30,00 (trinta reais) em dinheiro e um aparelho celular.

Ao conversar com o indiciado, os agentes municipais notaram que falava com dificuldade e ao verificar no interior de sua boca, localizaram nove pedras de crack, envolto em papel alumínio não deixando dúvidas aos agentes que o rapaz estava traficando entorpecente pelo local. Diante dos fatos a guarnição deu voz de prisão ao meliante e o conduziu até o plantão policial, sendo a voz de prisão ratificada pelo delegado Sérgio Castanheira. O indiciado foi recolhido ? Cadeia Pública local.