GCM realiza dois flagrantes de tráfico de entorpecentes

A equipe liderada pelo inspetor Paes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Botucatu, composta pelos agentes Júlio, Santos e Lima efetuaram duas prisões em flagrante nas últimas horas, durante o trabalho de patrulhamento preventivo/ostensivo em pontos diferentes da Cidade, tirando duas pessoas acusadas de tráfico de entorpecentes de circulação.

Na noite de terça-feira (14), ? s 21h30, os GCMs Santos e Lima, foram acionados para atender a uma ocorrência de desinteligência entre marido e mulher na Rua Ana Maria Galdino Simonazi, no Jardim Santa Cecília. No local os agentes confirmaram o fato e ao ingressarem na residência com autorização da solicitante, localizaram 72 “parangas” de maconha pesando, aproximadamente, 95 gramas. A droga estava escondida dentro de uma caixa de sabão em pó sobre um caibro no teto da lavanderia.

O indiciado, Felipe de Alcântara Ferreira, de 20 anos, recebeu voz de prisão sendo conduzido ao Plantão Permanente onde o delegado Marcos Sagin Campos ratificou a voz de prisão dada pelos GCMs e Ferreira foi recolhido ? Cadeia Pública de Botucatu ficando a disposição da Justiça. Deverá responder pelos crimes de lesão corporal, violência doméstica e tráfico de entorpecentes.

{n}Ato infracional{/n}

Já na madrugada de quarta-feira (15), por volta das 04h10, o inspetor Paes e o agente Júlio em patrulhamento preventivo e comunitário pelo Parque Marajoara, observaram um adolescente de 17 anos de idade que ao avistar a viatura acelerou o passo gerando suspeita e acabou sendo abordado. Na busca pessoal, a guarnição localizou com o mesmo um papelote de cocaína e a importância de R$ 56,00 em dinheiro.

Como o adolescente infrator já é bastante conhecido nos meios policiais, a guarnição iniciou uma busca mais detalhada nas proximidades de onde ocorreu a abordagem e ele acabou mostrando o local onde estavam enterrados mais dois papelotes de cocaína. Diante do fato o menor, juntamente, com o seu genitor foi conduzido ao Plantão Permanente e sindicado pelo delegado Marcos Sagin Campos que elaborou o Boletim de Ocorrência (BO) de ato infracional /tráfico de entorpecentes. O sindicato foi recolhido a uma cela especial na Cadeia Pública de São Manuel.