GCM notifica mais 20 veículos abandonados

A Guarda Civil Municipal (GCM) realizou, nesta sexta-feira (14), a notificação de mais 20 veículos em situação de abandono em Botucatu. A operação se concentrou nos arredores do Jardim Brasil, Cohab 1 e Cohab 2. Com esse número, a GCM já soma 48 notificações desde o início dos trabalhos, em 27 de janeiro deste ano.

O subcomandante da GCM, Weber Pimentel, informa que também foram verificados os locais notificados nos dias 28 e 29 do mês passado. “Dos 28 automóveis que fizemos notificações, apenas dois precisaram ser recolhidos ao pátio. Além do Volkswagen Kombi removido na última terça-feira, recolhemos hoje um Chevrolet Opala na Rua Rodrigues Cesar, Vila Carmelo”, comenta.

Ele afirma que os objetivos principais da operação, que consistem em manter a Cidade limpa e segura, estão sendo atingidos. “Havíamos feito a notificação de oito veículos abandonados em uma área verde na Rua Darciso Coneglian, no Jardim Itamarati, em frente a uma oficina mecânica. Nesta sexta voltamos ao local e o proprietário já havia retirado todos os carros desse espaço, deixando-o limpo novamente”, explica.

{n}Sobre a operação{/n}

A Guarda Civil Municipal, em parceria com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, deu início no dia 27 de janeiro deste ano ? s primeiras notificações de veículos abandonados em Botucatu.

Até o momento já foram registradas 48 notificações em praticamente todas as regiões, incluindo bairros como Jardim Itamaraty, Jardim Peabiru, Vila dos Lavradores, Vila Antártica, Jardim Ciranda, Jardim Eldorado, Jardim Brasil, Cohab 1, Cohab 2, além da área central. Estima-se que existam cerca de 300 veículos em situação de abandono espalhados pela Cidade, acarretando uma série de problemas ? população.

De acordo com a lei, a situação de abandono é caracterizada quando o veículo permanece estacionado no mesmo local da vida ou logradouro público por mais de 15 dias consecutivos, desde que apresente uma ou mais das seguintes condições: sinais exteriores de visível estado de decomposição e mau estado de conservação ou impossibilitado de se locomover por seus próprios meios; ausência de placas de identificação obrigatória; vidros quebrados ou portas destrancadas, de tal forma que permita o acesso de pessoas em seu interior; falta de uma ou mais rodas ou pneus; sinais de incêndio, depredação ou destruição.

Denúncias de veículos nessa situação poderão ser feitas através dos telefones 190 (Polícia Militar) e 199 (Guarda Civil Municipal). Está prevista a verificação de mais 50 denúncias para os próximos dias.