GCM instala base móvel em praça do Jardim Paraíso; consumo de bebidas e drogas perturba moradores

 A Guarda Civil Municipal de Botucatu instalou desde a última quinta-feira, 21, sua Unidade Móvel de Segurança Comunitária (UMSC) na praça José Martins Guanxuma, no Jardim Paraíso.A ação faz parte da operação Praça Segura, parte que integra o programa de Patrulhamento Orientado ao Patrimônio Público Municipal. 

Moradores reclamam sobre diversas infrações que são cometidas, entre elas depredação do patrimônio público, perturbação do sossego público, desordem e consumo de bebidas alcoólicas e entorpecentes. Em feriados prolongados e fins de semana a situação fica ainda pior, pois a concentração de jovens é muito grande.

Ao longo dos últimos anos o Acontece Botucatu fez diversas reportagens sobre essa e outras praças. Dos relatos, quase todos afirmam que a situação melhora com a presença da Guarda, mas o problema apenas migra para outro ponto.

Segundo Webber Pimentel, subcomandante da GCM, a Base Móvel serve como auxílio quando as viaturas não conseguem resolver o problema. “Atuamos nessas circunstâncias. Atendemos as demandas de determinadas regiões, quando o patrulhamento não consegue resolver o problema de desordem do local”, coloca.

A Base Móvel se divide em ações por diversas Praças, como Rosa Rodrigues Devide (Jardim Paraíso), Rubião Júnior (Centro histórico), Paratodos (Centro) e Raul de Barros (Jardim Bom Pastor). Webber Pimentel diz que as reclamações são muitas por parte dos moradores e com problemas parecidos em quase todas as praças. “Geralmente são pessoas usam entorpecentes, bebidas alcoólicas e causam perturbação do sossego”, explica o subcomandante.   

A Praça Guanxuma foi inaugurada em 1995, mas especialmente nos últimos anos moradores convivem com esses problemas. Os relatos de depredação, consumo de bebida e entorpecente muitas vezes envolvem menores de idade. A Base Móvel ficará na praça até domingo,dia 24.