GCM flagra adolescentes com tatu abatido

Atendendo solicitação feita via 199 ? equipe do Grupo Especial de Patrulhamento Ostensivo com Motocicleta (GEPOM) com os agentes municipais Nogueira e Leandro se dirigiram até a Escola do Meio Ambiente (EMA), onde segundo informações havia dois adolescentes pescando no lago, o que é proibido.

Quando os guardas chegaram ao local os adolescentes já havia se evadido e com as características físicas dos mesmos passadas pelo solicitante a equipe realizou patrulhamento pelas imediações e localizou os infratores, ambos com 17 anos. Durante averiguação nos pertences dos mesmos foi constatado que os mesmos estavam praticando pesca e também encontrado um tatu morto. Os dois assumiram terem matado o animal com o intuito de comer a carne.

Diante dos fatos com o apoio do Conselho Tutelar a dupla foi apresentada na 1ª Central de Policia Judiciária, onde o delegado Marcelo Lanhoso de Lima, após tomar ciência dos fatos, elaborou o Boletim de Ocorrência de natureza ato infracional, por abater espécies da fauna silvestre, orientou os adolescentes e os liberou aos cuidados do Conselho Tutelar.