GCM faz curso de alta tecnologia no Rio de Janeiro

Agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Botucatu, que fazem parte da equipes do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE) e Grupo Especializado de Patrulhamento Com Motos (GEPOM) participaram do Curso de Habilitação de Instrutores em Operações com Tecnologias Não-Letais. O treinamento foi em Nova Iguaçu, região metropolitana do Rio de Janeiro, nas instalações da CONDOR, uma das maiores empresas de produtos não-letais do mundo.

A instrução foi ministrada pelo tenente coronel Ricardo Soares, ex-policial do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia do Rio de Janeiro. Participaram cerca de 30 alunos, membros das forças de segurança de todo o país sendo: Policia Federal, Exército, Polícia Civil, Polícia Militar, Agente Penitenciário, Guarda Civil Municipal e Segurança Privada.

Durante os dias de treinamento foram abordados temas sobre: conceito não-letal; legislação nacional e internacional; emprego de não-letal no Brasil e no mundo; uso e aplicabilidade de cada tecnologia não-letal; uso progressivo da força; manuseio, transporte e armazenamento de produtos não-letais.

Além da novidade da Spark nova arma de dispositivo elétrico incapacitante, genuinamente brasileira que a CONDOR desenvolveu com a mais alta tecnologia, sendo um diferencial devido ? empresa ser nacional facilitando a manutenção bem como na melhoria continuada deste equipamento que já está sendo utilizado pelas forças de segurança do Brasil e do mundo.

O treinamento deu condições de que os próprios Guardas Civis Municipais sejam habilitados por membros da própria instituição, gerando o ganho de tempo e diminuição dos gastos, sem precisar contratar empresas para este fim. Além de terem o conhecimento técnico-operacional de cerca dos 150 equipamentos da CONDOR, isso possibilitará a melhor escolha na técnica ou equipamento no dia-a-dia do trabalho da GCM, ampliando a utilização de tecnologias não-letais, que tem o intuito de incapacitar os infratores da lei sem causar lesões permanentes.