GCM e Camim intensificam ações da Operação Migrante

Devido ao frio intenso que chegou ? Botucatu desde quarta-feira (14), a Guarda Civil Municipal (GCM) intensificou as ações do programa Operação Migrante. Por meio da ronda e de ligações recebidas pelo telefone 199, a guarda identifica pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social nas ruas e as encaminha ? Central de Atendimento ao Migrante Itinerante Municipal (Camim).

No local, elas são recepcionadas com alimentação e um lugar digno para pernoitar. Além disso, são assistidas pela equipe de assistentes sociais, que procura viabilizar tratamento e oportunidades que possam contribuir para que elas melhorem suas vidas.

Tal ação complementa a campanha “Não dê esmolas, dê oportunidade ao morador de rua”, lançada pela Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, no último mês de julho. Ela visa o atendimento humanizado aos migrantes, que muitas vezes se encontram em tal condição por causa do álcool e das drogas.

Dessa maneira, após o atendimento no Camim, os moradores de rua devem receber tratamento adequado para seu problema e, posteriormente, qualificação por meio dos cursos já promovidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial). Assim, eles terão a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho.

A campanha conta com o apoio das secretarias municipais de Saúde e Segurança e Direitos Humanos, da Guarda Civil Municipal (GCM), Polícia Civil, Polícia Militar, Arquidiocese Metropolitana de Botucatu e Conselho Municipal de Pastores.

{n}Atendimento{/n}

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Segurança e Direitos Humanos, a GCM realizou 52 auxílios ao migrante no primeiro semestre de 2013. Somente neste mês de agosto, foram 20 casos. Atualmente, Botucatu contabiliza pouco mais de 20 pessoas em situação de rua, de forma permanente. Entretanto, também existem aqueles que estão sempre de passagem pela Cidade. Por isso é importante que essas pessoas não encontrem no Município condições de permanecerem vivendo na mendicância.

Para ajudar um morador de rua a encontrar atendimento correto para sua situação, basta ligar para os números 190 (Polícia Militar), 199 (Guarda Civil Municipal) ou (14) 3882-8444 do próprio Camim. A Prefeitura de Botucatu também tem trabalhado para agilizar o projeto que viabilizará a construção da sede própria do Camim, que está funcionando provisoriamente na Rua Capitão Tito, nº 131, no Jardim Central.