GCM desbarata banca de jogo de bicho pela 2ª vez consecutiva

Foi através do trabalho executado pelos agentes Destro e Lucchesi, na manhã desta terça-feira (8) que a Guarda Civil Municipal (GCM) desbaratou um ponto (banca) de jogo de bicho que atendia na Rua Curuzu, região central da Cidade. O curioso é que neste mesmo lugar, no dia 27 do mês passado, a GCM já havia realizado uma operação, onde apreendeu diferentes objetos usados para a confecção dos jogos. A pessoa detida também é a mesma: André L.S. de 27 anos de idade.

Assim como a primeira vez, André foi surpreendido e não teve tempo de esboçar nenhuma reação, nem esconder o material usado para pratica da contravenção penal. Recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao 1º Distrito Policial (DP), onde prestou depoimento ao delegado José Sérgio Palmieri Júnior e liberado na presença de seu advogado.

Nesta operação foram apreendidos R$ 569,00, em dinheiro, 84 talões, 14 cadernetas, 380 envelopes, receptadores de TV por assinatura, calculadora elétrica e camisetas. Na primeira vez que foi preso André garantiu que iria parar, mas isso não aconteceu. “Desta vez eu vou parar, porque o lugar já está visado”, garantiu.

{n}Jogo do bicho{/n}

Nunca é demais lembrar que o jogo do bicho é considerado uma bolsa ilegal de apostas em números que representam animais e existe desde 1892, quando foi inventado pelo barão João Batista Viana Drummond, fundador e proprietário do Jardim Zoológico do Rio de Janeiro.

O jogo do bicho é semelhante a uma Loteria Federal, mas com algumas diferenças: uma delas é que o jogador pode apostar qualquer valor, que muitas vezes é bem acima de suas possibilidades. Quanto maior o valor apostado em uma sequência numérica (milhar, centena, dezena, etc.), maior será o prêmio em caso de acerto. Com essa flexibilidade de apostas, o jogador é livre para escolher pelo menor valor possível o seu número da sorte nas 10.000 chances disponíveis em cada sorteio.

Exemplo: um apostador joga um real em uma milhar no primeiro prêmio (conhecido como cabeça por ser a primeira milhar no topo da lista de resultados). Caso acerte ela inteira (os quatro números), ele ganha R$ 3.000,00 reais (apostas no Estado de São Paulo). Se tivesse jogado R$ 0,50 na mesma aposta e acertado, o apostador ganharia R$ 1.500,00. Toda banca (organização que faz a administração do jogo do bicho) tem uma tabela de valores que são apresentados aos apostadores, tabela essa que tem muito pouca diferença de banca para banca.

Apesar de sua imensa popularidade e de ser tolerado por muitas autoridades corruptas, o jogo do bicho é considerado uma contravenção no Brasil e as pessoas que o praticam ou o promovem são passíveis de punição pela justiça. Dois fatores, teoricamente, são responsáveis por seu caráter ilícito: a ausência de pagamento de impostos por parte dos banqueiros de jogo do bicho e a sua condição de jogo de azar, que induziria ao vício e ? miséria a população.

Fotos: Valéria Cuter