GCM captura aranha da espécie “teia dourada”

Atendendo solicitação feita via 199 à guarnição da Guarda Civil Municipal (GCM) com a inspetora Cintia e o agente Lucchesi se deslocou até a Rua Mário Guimarães, na Vila Nova Botucatu onde uma jovem de 23 anos capturou um aranha no interior de sua residência.

Por não conhecer a espécie ficou com medo e solicitou o resgate do animal, pois na residência tem quatro crianças pequenas e a casa dos fundos está desocupada há algum tempo e inclusive no quintal estão espalhados vários pneus e entulhos.

O animal foi conduzido ao Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) onde funcionários do local identificaram a aranha como sendo Nephila, mais conhecida como aranha de “teia dourada” e não é venenosa. O fato foi encaminhado ao setor de Vigilância Sanitária para as providencias quanto à casa desocupada, que pode estar servindo de abrigo para outros insetos e animais peçonhentos.