GCM auxilia vítima de maus tratos e abuso sexual

Por motivos óbvios, até que o caso seja esclarecido os nomes das pessoas que se envolveram nessa ocorrência atendida pelos agentes municipais Da Silva e Edineia nesta segunda-feira (7) serão mantidos em sigilo.

Atendendo solicitação feita via 199 pela Assistência Social, os agentes se deslocaram até a Unesp para conduzir uma mulher de 20 anos, moradora de Bofete até a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), pois a mesma afirma que há alguns meses seu ex-amásio abusou sexualmente dela e manipulou o órgão sexual de seu filho, além de já ter agredido a criança e lhe causando lesões.

Também afirmou a mulher que esse cidadão a teria mantido em regime de cárcere privado e não teria permitido que a mesma saísse de dentro da casa nem para conversar com vizinhos, depois a abandonou obrigando-a morar na rua. Ela pediu ajuda a uma senhora que lhe deu abrigo e com quem mora. Diante dos fatos a autoridade presente elaborou um Boletim de Ocorrência (BO) de natureza não criminal e encaminhou a mesma ? Unesp para conclusão dos exames.