GAPE realiza grande apreensão de maconha na cidade

Em uma operação registrada pela Rua Manoel Fogueiral, altura do número 45, no Jardim Itamaraty, na noite desta terça-feira por volta das 23 horas, a Guarda Civil Municipal (GCM), através do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE) realizou uma das maiores apreensões de maconha registradas este ano na cidade de Botucatu. Foram dois “tijolos” de maconha prensada, com peso aproximado de dois quilos e 200 gramas. Isso daria para fabricar algo em torno de 2.000 cigarros de maconha, conhecido no dialeto dos usuários como “fininho”.

Na ocasião, os agentes do GAPE, Pimentel, Trombaco e Martinson, flagraram José Roberto dos Santos Oliveira, de 35 anos de idade, tentando comercializar um dos tijolos de maconha para dois indivíduos que estavam em uma moto. Os motoqueiros ao avistarem a viatura evadiram-se do local, entretanto os guardas capturaram o traficante com um “tijolo” de maconha e no quintal de sua casa foi encontrada mais um “tijolo” da mesma droga, além da quantia de R$ 450,00 e um celular.

O indiciado, que já foi condenado por crime de tráfico de entorpecentes e estava em liberdade há menos de um ano após ficar recluso por três anos, foi apresentado ao Plantão Permanente, onde autoridade local ratificou a voz de prisão de flagrante delito, recolhendo o indiciado ? Cadeia Pública de Botucatu. Ele deverá ser denunciado e apresentado ao juiz. No caso de uma condenação poderá pegar uma pena que varia de cinco a 15 anos de reclusão.

{bimg:7375:alt=interna1:bimg}

Segundo o comandante Paulo Renato, o GAPE estava realizando averiguação naquela localidade em razão de receber diversas denúncias feitas pelo telefone 199 (ligação gratuita). “Desta vez os agentes conseguiram efetuar a prisão do indiciado que foi entregue ? Justiça e apreenderam uma grande quantidade de droga. É mais um criminoso de alta periculosidade que foi tirado de circulação”, salientou Renato.

O GAPE foi criado há menos de um mês na cidade de Botucatu (30 de julho) e nesse curto espaço de tempo já realizou a quatro flagrantes de tráfico de entorpecentes. “É uma equipe especializada que recebeu treinamento especializado para atender aos mais variados tipos de crime, entre eles o tráfico de entorpecentes e preparada, inclusive, para usar arma letal no confronto direto com marginais”, frisou o comandante.

Vale lembrar que a GCM estará efetuando um trabalho preventivo juntamente com a Polícia Militar (PM) para coibir o uso e tráfico de entorpecentes na Festa de Sant´Ana, que acontece esta semana em frente a Catedral Metropolitana de Botucatu. São esperadas cerca de quatro mil pessoas em cada um dos cinco dias de festa e além do tráfico a GCM irá trabalhar para manter a manutenção da ordem pública e evitar furtos, roubos, desinteligências, entre outras.

Fotos: Divulgação