GAPE prende homicida com revólver no Bairro da Mina

Na tarde desta quarta-feira (7), agentes do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), da Guarda Civil Municipal (GCM), efetuavam patrulhamento no Bairro da Mina, quando se depararam com Antonio Sabino, de 61 anos de idade, que ao avistar a viatura teria mudado seu comportamento.

Os agentes efetuaram a abordagem e na consulta feita a Sistema de Informações de Segurança (INFOSEG), constataram que o averiguado estava sendo procurado pelo crime de homicídio, com condenação de 06 anos de reclusão a cumprir.

Diante dos fatos Sabino informou aos agentes que em 2003 teve uma desavença com seu irmão e durante a discussão sacou um revólver calibre .38 e efetuou alguns disparos para se defender. Além disso, confessou que degolou o irmão usando um punhal.

Indagado se ainda tinha arma de fogo em sua residência, Sabino informou que tinha um revólver e durante a vistoria na casa do indiciado os agentes localizaram um revólver calibre .32, marca Colt, municiado com 06 cartuchos intactos. Também foram apreendidos 30 cartuchos intactos de revólver calibre .38, além de outros já deflagrados.

O indiciado, acompanhado de seu advogado foi apresentado no Plantão Permanente, onde a autoridade de plantão ratificou a voz de prisão dada pelos GCMs e deliberou que Sabino fosse recolhido na Cadeia Pública de Botucatu, onde ficará á disposição da Justiça e responderá pelo crime de posse ilegal de arma além de cumprir sua pena pelo crime de homicídio.