GAPE da Guarda Civil começa a operar em Botucatu

Na tarde desta quarta-feira, o Secretário de Segurança Pública, delegado Adjair de Campos, assim como o comandante Guarda Civil Municipal (GCM), Paulo Renato, fizeram a apresentação oficial do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), que irá atuar em diferentes setores da cidade, visando a ordem pública e o combate ? criminalidade.

Estiveram presentes na apresentação dos agentes especiais, o delegado seccional de polícia Antônio Soares da Costa Neto, o delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Celso Olindo e o sargento Brito, representando a Polícia Militar.

{bimg:6176:alt=interna1:bimg}

“A partir de hoje a cidade estará recebendo 14 homens treinados que irão fazer o trabalho especializado da GCM. Eles passaram por um treinamento especializado para agir em diferentes situações, com armas letais de grosso calibre. O objetivo de mantermos esses homens na rua é garantir a prevenção, mas eles estão preparados para o confronto com criminosos, caso haja necessidade”, ressaltou o comandante Paulo Renato.

{bimg:6177:alt=interna2:bimg}

De acordo com o sargento Brito a presença desse Grupo será de vital importância para fazer uma atuação conjunta objetivando um trabalho sincronizado. “A finalidade das instituições de Segurança Pública é dar proteção ? comunidade e o GAPE só irá somar, positivamente, nesse trabalho, em Botucatu. Em nome da Polícia Militar saúdo este grupo especial que passa a atuar na cidade”, colocou Brito.

{bimg:6178:alt=interna3:bimg}

Observa o delegado Celso Olindo, que ter um grupo de guardas capacitados para agir em diferentes situações é importante. “Nós já temos atuado em parceria com a Guarda em diferentes situações e esse trabalho integrado sempre foi positivo. Agora com a especialização da guarda para agir até em confronto com marginais usando armas letais, é mais um braço da Justiça no combate ao crime que a população vai ter”, frisou Olindo.

O delegado seccional de polícia, Antônio Soares da Costa Neto, revelou que

{bimg:6179:alt=interna4:bimg}

sempre foi o maior defensor da aplicação de treinamento especializado para que a GCM se utilizasse de armas letais e estivesse preparada para o confronto. “Sempre defendi e vou continuar defendendo que as polícias e a guarda têm que unir forças para agir contra o inimigo comum, que é o criminoso. Cheguei a defender o uso de arma por guardas treinados, na Câmara Municipal. Temos que unir forças e mostrar para o bandido que é ele quem escolhe a maneira que quer ser preso”, explanou Soares Neto.

Visivelmente satisfeito com a implantação do GATE, o Secretário Municipal de Segurança Pública, delegado Adjair de Campos, adiantou que

{bimg:6180:alt=interna5:bimg}

esta é mais uma conquista da Guarda Civil de Botucatu, que a cada dia que passa vem se modernizando e se especializando, com o propósito de prestar maior segurança ? população no combate ? criminalidade. “A Guarda hoje está equipada e preparada para atender desde uma ajuda comunitária um idoso, como entrar em confronto armado com marginais”, colocou Campos.

O secretário ressalta que hoje a GCM de Botucatu é referência em 15 cidades brasileiras, atuando como polícia forte dinâmica e operacional. “Em menos de dois anos conseguimos modernizar, equipar e dobrar o efetivo. Nossa guarda sabe da responsabilidade que tem perante a comunidade e vai continuar fazendo um trabalho integrado com a Polícia Militar e Civil. É com esse trabalho integrado que conseguimos diminuir, consideravelmente, o índice de criminalidade. É com esse objetivo que trabalhamos e vamos continuar trabalhando”, frisou o secretário.

Por: Quico Cuter
Fotos: Valéria Cuter