Forças de Seguranças apreendem armas em operação

Fotos: Luiz Fernando

 

Numa operação conjunta planejada das forças de segurança de Botucatu formada pela Polícia Civil, Polícia Militar (PM) e Guarda Civil Municipal (GCM) cumprindo mandados de busca e apreensão para coibir furtos e roubos, foi preso um cidadão chamado  Leandro Luiz de Souza, de 33 anos, conhecido como “Leandrinho” ou “Belo”, considerado de alta periculosidade e que responde processos acusado de crimes de roubo à mão armada.

Os policiais e agentes municipais invadiram a casa onde Belo estava, na Rua Guilherme Bártoli, na Vila Antártica, nas proximidades do Estádio Municipal – Inca e na revista interna localizaram em cima do guarda-roupas do seu quarto, duas pistolas semi-automáticas calibre .45, com 36 munições intactas e um revólver calibre .38, com 11 projéteis sem uso. As armas não tinham identificação.

A prisão movimentou o setor policial, já que Belo é apontado como integrante de uma facção criminosa que age nos presídios paulistas. Após ser conduzido à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e ser indiciado em crime de posse ilegal de arma, ele foi recolhido à Cadeia Pública de Itatinga. À reportagem Belo negou pertencer a qualquer facção. “Isso não existe, é só boato. Falam isso de mim, mas não é verdade”, garantiu.  Quanto as armas foi taxativo. “Não posso negar que as armas eram minhas, pois estavam em meu quarto”, disse sem revelar a origem.