Foragido de penitenciária é preso com tornozeleira

 

No início da noite desta terça-feira os agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) inspetor Destro e agente Denardi foram solicitados para comparecer ao Centro de Atendimento ao Migrante Itinerante e Mendicância (Camim) instalado na Rua Capitão Tito, na Vila Jau, para atender a uma solicitação.

No local um cidadão chamado Claudinei Leão Goivinho, de 35 anos de idade,  foi  pedir ajuda para alimentação e pernoite, mas como estava com uma tornozeleira eletrônica (dispositivo usado para monitorar presidiários em saída temporária), despertou suspeita e o pedido para uma averiguação mais detalhada.

Foi então que os agentes municipais detectaram, através de pesquisa junto ao sistema Informações de Segurança (Infoseg), que se tratava de um presidiário, considerado de alta periculosidade,  foragido da Penitenciária de Hortolândia, desde fevereiro do ano passado e estava cumprindo pena em regime semi aberto, por crime de roubo.

Fugiu para o Estado do Paraná, quando acabou cometendo crime de tráfico de entorpecentes e foi preso,  permanecendo um ano recolhido e estava beneficiado com saída temporária  com tornozeleira eletrônica, procurado nos  estados de São Paulo e Paraná.

Esse cidadão acabou conduzido a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) onde prestou depoimento antes de ser recolhido à Cadeia Pública de Itatinga. A direção da penitenciária foi contatada para escoltar o foragido com o intuito de ele dar prosseguimento ao cumprimento de sua pena.