Famesp se pronuncia sobre demissão de funcionários

Em nota oficial conjunta a Superintendência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) e a Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar de São Paulo (Famesp) se pronunciaram sobre as ações impetradas pelo advogado Jorge Kaimotti para  a reintegração de funcionários que foram demitidos por entrarem na Justiça buscando  a equiparação salarial entre  as duas instituições públicas, que em alguns casos chegaria a 150%.

Na nota as instituições relatam que as demissões de funcionários da Famesp que prestam serviços no hospital são motivadas por aspectos administrativos, de decisão conjunta entre as duas instituições.

Além disso, prossegue a nota, prestam serviços ao HCFMB funcionários contratados pela Universidade Estadual Paulista – Unesp e Secretaria Estadual de Saúde. Cada qual contratado por concurso público ou processo seletivo próprio (como é o caso da Famesp) de acordo com editais publicados.

Em relação aos concursos, encerra a nota, a Famesp tem processo seletivos em andamento –  publicados anteriormente às demissões – para várias áreas de atendimento hospitalar com o objetivo de suprir eventuais necessidades do HCFMB.