Ex-detento é preso por espancar sua companheira

Um cidadão de nome Antônio Aparecido de Oliveira Maciel, de 41 anos, que já cumpriu pena permanecendo encarcerado por nove anos e estava em liberdade há apenas seis meses, foi preso neste domingo numa ação dos guardas municipais inspetor Belo e agentes Cristiane, Carlos e Amâncio, com embasamento na Lei Maria da Penha.

A Guarda Municipal recebeu ligação através do número 199, onde uma mulher em tom de desespero pedia a presença da GCM para que pudesse auxiliá-la no Residencial Santa Maria I, visto que seu amásio a estava agredindo na presença de seus filhos. Seus familiares tentaram intervir, mas o agressor continuava a proferir ofensas e ameaças contra a mulher, mesmo depois de ter recebido voz de prisão.

Vítima revelou que situações como esta é rotina em sua vida e “está cansada de ser agredida e ofendida pelo amásio que é dependente de drogas (crack)”. Em sua defesa, Maciel relatou aos agentes que o motivo da discussão foi ele ter detectado um número telefônico estranho no celular da companheira. Teria ficado revoltado e iniciado aquela situação.

As partes foram encaminhadas até o Plantão Permanente, onde a delegada Ana Paula Baston Theodoro Bengozi arbitrou a fiança de R$ 4.000,00. Como o acusado não tinha este valor acabou sendo preso em flagrante delito e enquadrado em crime de ameaça, injúria, agressão e violência doméstica. Na sequência acabou recolhido ? Cadeia Pública (transitória) de Itatinga.

O caso em questão faz parte do Programa de Atendimento Familiar e ao Idoso (PAFI) que foi, recentemente, foi implantada visando fornecer subsídios para a prestação de atendimento de qualidade a famílias em situações de conflitos e aos idosos. Além disso, uma de suas diretrizes é voltada ainda para o atendimento ? s pessoas em situação de vulnerabilidade devido a questões ligadas a gênero, idade, condição social, deficiência, entre outros.