Ex-comandante do 12º BPMI assume o comando do CPI-7

Fotos: Valéria Cuter

 

O coronel Wagner Tardelli é o novo comandante do 7º Comando da Polícia Militar do Interior (CPI-7) que agrega 79 municípios e os Batalhões de Sorocaba (7º), Itapetininga (22º), Votorantim (40ª), Itu (50º), Avaré (53º) e Botucatu (12º).  A sede da CPI-7 está em Sorocaba, na Rua Bento Manoel Ribeiro nº 209, Vila São Caetano.

Cerimonial de posse aconteceu no quartel do 7º Batalhão da Polícia Militar do Interior (7º BPM/I) e a passagem do cargo foi feita pelo coronel César Augusto Luciano Franco Morelli, comandou da unidade de 27 de agosto de 2013 a 13 de janeiro deste ano. 

Várias autoridades do Estado de São Paulo estiveram prestigiando a posse de Tardelli que já foi comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I) onde fez grande trabalho. Representando Botucatu estiveram o presidente do Conselho de Segurança (Conseg), Clóvis de Almeida Martins; o secretário de Segurança Pública e Direitos Humanos, delegado Adjair de Campos; o comandante do 12ª BPM-I, tenente coronel Jorge Duarte Miguel; o comandante da Guarda Civil Municipal, Sérgio Bavia, o major José Semensati Júnior, o delegado seccional de Polícia Civil, Antônio Soares da Costa Neto, entre outros.

Tardelli, usando o lema de que a união faz a força, adiantou que buscará à frente do CPI-7 é fazer um trabalho integrado com a Polícia Civil e Guarda Municipal para o combate a criminalidade, em todos os Batalhões que fazem parte de sua área de comando, visando agilizar o atendimento aos cidadãos.

“Também pretendo incluir mais policiais no Copom para a melhoria do serviço 190”, observou Tardelli considerando importante essa integração para que a PM consiga, efetivamente, atuar no policiamento preventivo. “São tantas as demandas que as viaturas dificilmente têm tempo de fazer o policiamento preventivo. Outro fator importante para o sucesso das ações são as informações prestadas pela população pelo disque denúncia, na qual o cidadão, sem se identificar, auxilia a polícia avisando a prática de crimes na área em que atua e que vive”.

Wagner Tardelli Ingressou na Polícia Militar do Estado de São Paulo mediante concurso público para a Academia de Polícia Militar do Barro Branco em 1985. Concluiu o Curso de Formação de Oficiais em 1987, sendo declarado Aspirante a Oficial. Galgou em mais de 30 anos de serviço, os postos de: tenente, capitão, major, tenente-coronel e coronel.

Atuou nos municípios de São Paulo, Barueri, Osasco, Votorantim, Sorocaba e em 24 de maio de 2012, foi promovido a coronel sendo classificado como comandante do 12º BPM-I, permanecendo nesta unidade até 24 de maio de 2013, data em que foi promovido a coronel, o mais alto posto da PM, assumindo o comando da Escola Superior de Sargentos, em São Paulo.

Na Corporação especializou-se em finanças públicas, graduou-se em Educação Física pela Escola de Educação Física da PM (primeira Faculdade de Educação Física do Brasil). Cursou pós-graduação (doutorado e mestrado em Ciências Policiais de Ordem Pública), obteve as licenças de piloto comercial multi e monomotor, de avião e helicóptero, com habilitação para voo por instrumentos, durante os quinze anos em que serviu no Grupamento de Radiopatrulha Aérea (os Águias de São Paulo).