Estelionatário que age no Estado é identificado em Botucatu

Depois de Avaré, Sorocaba, Itu, Araçoiaba da Serra, São Miguel Arcanjo, Itapetininga, Piedade, entre outras cidades do interior paulista, um estelionatário chamado Edgar Fidêncio, de 46 anos, que também usa nomes falsos, como José Abel, foi identificado pelos policiais Belotto e Margarete, da 2ª Central de Polícia Judiciária de Botucatu. Ele aplicou golpe em Botucatu, comprando um veículo de um senhor aposentado de 70 anos de idade.

Ele adquiriu o carro e pagou com um chefe sem fundos e o proprietário só ficou sabendo depois de três dias quando foi comunicado que o cheque depositado em sua conta não tinha fundos. Ele prestou queixa ao delegado Marcos Mores e detalhou alguns aspectos físicos do estelionatário, sendo designada a equipe para fazer o trabalho investigativo.

“Um dos pontos que ajudou a polícia na identificação foi em razão do acusado ter um problema físico em uma das pernas que o faz mancar. Depois de uma intensa busca, os policiais chegaram até Fidêncio que foi reconhecido pela vítima de Botucatu”, conta o delegado.

O que ninguém imaginava é que esse cidadão havia aplicado golpes em outras cidades do interior paulista. “Ele tem uma ficha criminal extensa com estelionatos praticados em várias cidades. A foto foi encaminhada para algumas cidades onde ele teria agido e ele foi reconhecido pelas vítimas. Na primeira vez que agiu em Botucatu acabou sendo identificado pelo nosso serviço de Inteligência”, explana Marcos Mores.

O delegado aponta que Fidêncio, que é oriundo da Cidade de Itatinga, se utilizou da facilidade que os bancos oferecem, através do computador, para qualquer cidadão controlar suas contas. “Geralmente o estelionatário tem um forte poder de convencimento. Aliado a isso ele se utilizou dos serviços bancários de maneira ilícita e lesou várias pessoas adquirindo carros. Agora, felizmente, estando identificado acredito que sua prisão deverá acontecer nos próximos dias”, previu Mores.