Estatística aponta aumento de solicitações na GCM

O secretário municipal de Segurança e Direitos Humanos, Adjair de Campos, esteve na última terça-feira (28) no gabinete do prefeito de Botucatu, João Cury Neto, para apresentar a estatística geral da Guarda Civil Municipal (GCM) referente ao ano de 2013. Na oportunidade, também estiveram presentes o comandante geral da GCM, Sérgio Bavia; o subcomandante, Weber Pimentel; e o corregedor Ricardo Quintino Ortiz.

Segundo os dados, obtidos pelo Setor de Inteligência e Estatística da Guarda Civil Municipal (Sieg), a instituição efetuou um total de 35.753 ações durante todo o ano passado. Elas se dividem em 15.209 de cunho social; 11.620 atendimentos policiais; 9.018 ações administrativas; 1.827 atendimentos de perturbação do sossego público; 1.276 mediações de conflito; 153 auxílios ao migrante; 119 prisões; e 35 veículos apreendidos e recuperados.

Dentre os números apresentados, o que chamou a atenção foi o aumento de 38% das solicitações da população através do telefone 199 em relação a 2012, quando verificou-se 18.579 solicitações. Em 2013 foram registrados 25.765 atendimentos.

Para o secretário municipal de Segurança e Direitos Humanos, Adjair de Campos, o aumento da procura pela GCM se deve aos novos programas lançados pela instituição no ano passado. “Acredito que com os novos projetos da Guarda, como o Programa de Patrulhamento Orientado ao Patrimônio e o Programa de Atendimento ? Família e ao Idoso, além da integração com as demais secretarias municipais e com as Polícias Civil e Militar, conseguimos expandir as ações da GCM e, consequentemente, aumentar o número de atendimentos”, afirma.

Para o prefeito João Cury Neto, os números apresentados refletem a confiança que a população deposita na GCM de Botucatu. “Temos tido um excelente resultado nos números apresentados pela Guarda. Podemos perceber que há uma média importante de atendimentos, o que demonstra a confiança que a população possui na instituição, pois ? medida que liga ela obtém retorno. Isso é fruto de um trabalho de resgate de credibilidade de uma instituição que voltou a ser hoje uma Guarda Municipal de alta respeitabilidade e confiabilidade. Ninguém liga para uma instituição se não acredita nela, principalmente quando se trata de um órgão que está lá para proteger, orientar e acolher a sociedade”, ressalta.