Estacionamento em área externa do shopping é liberado

Depois de muita polêmica e reclamações por parte da municipalidade, em especial das pessoas que trabalham em lojas no Shopping Botucatu,? o estacionamento na Avenida Marginal 200 (em frente ao complexo) está liberado nos dois sentidos.

Sem esta liberação os funcionários que vão ao trabalho de carro têm que pagar a tarifa do estacionamento (diária) e para não comprometer o orçamento mensal? estacionavam ? em local muito distante da entrada, com pouca iluminação e sem segurança.

Em razão, ? disso muitas reclamações de furtos foram registradas fazendo com que a Polícia Militar intensificasse o patrulhamento, principalmente, no horário noturno, ? mas não pode manter uma viatura? 24 horas no local. Quem estacionou em local onde antes não era permitido acabou sendo multado.

“Nós atendemos o apelo da população e dos funcionários optando pela retirada das placas. Detectamos que poucos funcionários usam o transporte coletivo e liberamos o estacionamento dos dois lados da avenida”, colocou o secretário de Mobilidade Urbana, Vicente Ferraudo.

Porém, ele adianta que as pessoas que foram multadas terão que pagar a dívida. “Quem recebeu multa no período em que as placas estavam no local, terão que pagar. É o mesmo procedimento das pessoas que foram multadas, por exemplo, antes da inversão de mão de uma rua”, explica Ferraudo.

O ex-vereador Abelardo da Costa Neto, que fez filmagens do local e coletou depoimento dos funcionários para seu programa na TV Alpha, sugere que o estacionamento na área interna deve ser gratuito, já que as pessoas vão ao local para fazer compras e deixam seu dinheiro em diferentes lojas.

“O shopping poderia cobrar uma pequena taxa dos comerciantes para que seus funcionários pudessem usar o estacionamento e não deixar o carro distante correndo o risco de furto. A polícia fez o trabalho dela executando multas quando as placas de proibição estavam na avenida. Mas tudo isso poderia ter sido evitado se houvesse diálogo”, ponderou Abelardo. “Agora, pelo menos, os funcionários têm um local mais adequado para estacionar, mas o correto seria colocar o carro na área interna, sem precisar pagar”, complementou.
?

?