Empresário garante que já foi furtado mais de 200 vezes

O proprietário do Auto Posto Camilo, que está instalado na rodovia vicinal, João Hipólito Martins – Castelinho revelou na manhã desta segunda-feira, que nos últimos meses sofreu mais de 200 furtos. Embora seja conhecido como Posto do Camilo, no local só funciona o restaurante. Isso porque as três bombas (gasolina, álcool e óleo diesel) foram furtadas. Também a borracharia está desativada. A reportagem do jornal Acontece esteve no local para registrar o drama do proprietário.

Somente neste último final de semana, o estabelecimento comercial foi invadido três vezes (sexta-feira, sábado e domingo). O local está sem energia elétrica já que os ladrões furtaram os fios da rede. Uma empresa do setor foi contratada para recolocar os fios que foram levados. “Não adianta colocar vigilantes. Os marginais sempre encontram uma maneira de invadir meu estabelecimento. Posso dizer que estou no limite e não aguento mais essa situação. Estou trabalhando para sustentar ladrões e isso não pode mais continuar. Ninguém nesta cidade sofreu tantos furtos como eu”, reclama o empresário Camilo Megid.

Ele enfoca que, além de subtrair dinheiro e os mais variados tipos de produtos que são comercializados no restaurante do posto, os marginais acabam danificando o patrimônio com arrombamentos e quebra de vidros. “O que acontece é um caso sério e estou pensando seriamente em largar tudo isso e buscar outra coisa pra fazer”, coloca, lembrando que até tentou proteger sua propriedade com um cachorro, mas não deu resultado.

Revela que os marginais já levaram de tudo, desde garfo (talher) a dinheiro e os produtos mais procurados pelos meliantes, depois do dinheiro, são carne e bebidas. “Minha geladeira está vazia. Hoje (segunda-feira) não tenho carne nem para servir almoço aos meus clientes no restaurante. Nem água tem mais. Isso já ultrapassou todos os limites possíveis do suportável”, observou o empresário.

Sobre BOs ele foi taxativo. “Não sei quantos já fiz. Foram muitos. Teve dia que sai para fazer um BO de furto e quando retornei tinha sido furtado novamente. E não tem hora. É de dia, é de tarde, é de noite, é de madrugada. Vários vidros do restaurante foram quebrados. Cansei de gastar dinheiro trocando vidros e agora coloquei mesas para tapar os buracos. Então, não dá mais. Chega!”, desabafa o empresário.

{n}Policiamento{/n}

{bimg: 17351:alt=interna1:bimg}

O responsável pelo policiamento preventivo da Cidade e comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar, capitão José Semensati Júnior, adiantou que o local será patrulhado com mais frequencia para evitar que os furtos continuem a acontecer. “O patrulhamento naquela região da Cidade vem sendo feito com regularidade. Entretanto, como o dono do estabelecimento comercial está reclamando de reincidências de muitos furtos, iremos aumentar o patrulhamento preventivo para coibir a ação dos marginais”, prometeu Semensati.

{bimg: 17352:alt=interna2:bimg}

O delegado seccional de polícia de Botucatu, Antônio Soares da Costa Neto, se mostrou surpreso com o número de furtos apontados pelo proprietário do posto de gasolina e garantiu que irá designar uma equipe de investigadores, exclusivamente, para apurar os fatos e prender os infratores. “Vamos ver o que está acontecendo para buscar uma solução para este caso, pois o número de furtos citado pela vítima é muito acentuado e fora da realidade dos índices criminais. Uma equipe de policiais será designada para investigar”, observou Costa Neto.

Fotos: Valéria Cuter