Dupla em carro suspeito e que bateu contra um muro é detida pela GCM

Fotos: Valéria Cuter

Em trabalho de patrulhamento preventivo/ostensivo realizado durante a madrugada deste domingo, a Guarda Civil Municipal (GCM) com os agentes Machado e Vaz realizaram uma operação que resultou na recuperação de vários produtos suspeitos de terem sido furtados do interior de uma residência no Jardim Paraíso, nas proximidades do Supermercados Panda.

A operação teve início quando um veículo VW Gol, com placas de Botucatu, passou pela viatura da GCM em alta velocidade, não respeitando o sinal de “Pare” no cruzamento das Ruas Virgilio Bártoli com a Leonardo Villas Boas, na Vila Nova Botucatu, vindo a bater na traseira de um Fiat Brava, que estava, regularmente, estacionado. O VW Gol, totalmente desgovernado só parou quando bateu frontalmente contra o muro de uma residência já na Rua Lincoln Vaz.

Quando os cinco ocupantes do VW Gol perceberam que a viatura estava fazendo o acompanhamento saíram correndo do carro tentando empreender a fuga. Três deles conseguiram fugir, mas dois foram detidos. No interior do carro havia vários objetos que seriam provenientes do furto, como um televisor de 40 polegadas, várias jóias, dois frascos de perfume e um porta-jóias.

“Também recuperamos um simulacro de pistola automática que foi dispensada do VW Gol em alta velocidade quando eles perceberam que a viatura fazia o acompanhamento”, comentou o agente Machado. “Os dois indivíduos detidos (Abner G.B. de 20 anos e Rafael A.S., de 21), alegaram que estavam de carona no carro e não sabiam da procedência dos produtos”, acrescentou Vaz. Com escoriações em razão do acidente os dois foram conduzidos ao Pronto Socorro (PS) Regional, antes de serem apresentados ao delegado Geraldo Franco Pires, no Plantão Permanente.

Embora tenham fugido no momento em que o VW Gol bateu contra o muro, a polícia já sabe o nome dos outros três elementos que estavam no veículo, inclusive quem estava dirigindo (André V.M., Luís A. e Paulo H.). Eles estão sendo procurados para explicar a procedência dos produtos que estavam no carro, já que existem fortes indícios de que sejam furtados.

Em razão de o trabalho investigativo estar ainda em andamento os nomes completos das cinco pessoas que estavam nessa ocorrência, assim como suas imagens, permanecerão mantidas em sigilo, até que tudo seja, devidamente, esclarecido.