Dupla é presa por passar notas falsas no comércio

Os policiais militares da Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas (Rocam) cabo Vocci e soldado Lofiego realizaram na noite desta sexta-feira (17) a prisão de dois elementos que estariam passando notas de R$ 100,00 falsas no comércio da Cidade. São eles: José Marcelino do Amaral e Lúcio Henrique Cabral Júnior, como 65 e 37 anos de idade, respectivamente. A prisão aconteceu na Rua Major Matheus, na Vila dos Lavradores.

A ação teve início quando uma comerciante da Rua Curuzu, região central da cidade, acionou a PM por ter recebido uma nota falsa. Segundo ela, depois de comprarem um tapete, eles pagaram com uma cédula de R$ 100,00, receberam o troco e foram embora em um veículo Fiat Siena, com placas de São Paulo. Só então percebeu que a nota não era verdadeira.

Com a descrição do carro e dos meliantes feito patrulhamento pela cidade e os dois foram localizados na Vila dos Lavradores, segundo maior corredor comercial de Botucatu. No carro Siena, além dois acusados, estavam um adolescente de 16 anos e uma menina de 13. Na revista pessoal foram encontradas na carteira de um deles outras duas notas de R$ 100,00 que, provavelmente, seriam distribuídas em lojas naquela região.

Como se tratava de um crime federal, os dois foram conduzidos à Delegacia de Polícia Federal, em Bauru, onde o delegado Cássio Alberto Condi Garcia, ratificou a voz de prisão, encaminhando-os à cadeia daquela Cidade. Os dois adolescentes ficaram à disposição do juiz da Vara da Infância e Juventude.

 

Como reconhecer uma nota falsa

– Observe a marca d'água. Cerca de 60% das cédulas falsas retidas pelo Banco Central não apresentam marca d'água.

– Segure a cédula contra a luz, olhando para o lado que contém a numeração. Observe na área clara à esquerda, as figuras que representam a República ou a Bandeira Nacional, em tons que variam do claro ao escuro.

– As cédulas de R$50,00 e R$100,00 apresentam como marca d'água apenas a figura da República.

– As cédulas de R$5,00 e R$10,00 podem apresentar como marca d'água a figura da República ou a Bandeira Nacional.

– A cédula de R$2,00 apresenta como marca d'água apenas a figura da tartaruga marinha com o número 2.

– A cédula de R$20,00 apresenta como marca d'água apenas a figura do mico-leão-dourado com o número 20.

–  Sinta com os dedos o papel e a impressão, já que o (papel) legítimo é menos liso que o papel comum.  A impressão apresenta relevo na figura da República (efígie), onde está escrito "BANCO CENTRAL DO BRASIL" e nos números do valor da cédula.

– Observe a estrela do símbolo das Armas Nacionais nos dois lados da cédula, olhando a nota contra a luz, o desenho das Armas Nacionais impresso em um lado deve se ajustar exatamente ao mesmo desenho do outro lado.

– Observe as micro-impressões com o auxílio de uma lente, pequenas letras "B" e "C" poderão ser lidas na faixa clara entre a figura da República (efígie) e o registro coincidente (Armas Nacionais) e no interior dos números que representam o valor.

– Observando o lado da cédula que contém a numeração, olhe a partir do canto inferior esquerdo, colocando-a na altura dos olhos, sob luz natural abundante: ficarão visíveis as letras "B" e "C".

– As notas de real também contam com linhas retas, paralelas, extremamente finas e bastante próximas entre si, dando a idéia de que houve uma impressão contínua no local. Apesar de estarem em toda a extensão da cédula, as linhas podem ser vistas mais facilmente na área da marca d'água.

– Ao longo de toda a cédula, podem ser vistos pequenos fios espalhados no papel, nas cores vermelha, azul e verde, em ambos os lados.

– Um fio vertical (segurança), de cor escura, está embutido no papel da cédula. Ele pode ser facilmente visto contra a luz. Está presente em todas as cédulas, menos nas de R$ 1 e R$ 5, que apresentam, como marca d'água, a figura da Bandeira Nacional.

– Fibras sensíveis à luz ultravioleta são pequenos fios espalhados no papel, que se tornam visíveis, na cor lilás, quando expostos à luz ultravioleta. São encontrados nos dois lados da cédula.

– Microchancelas são as duas assinaturas – uma do Ministro da Fazenda, outra do Presidente do Banco Central do Brasil. Sem as assinaturas as cédulas não têm valor legal.

–  Sempre que possível, compare a cédula suspeita com outra que se tenha certeza ser verdadeira.