Dupla é presa após roubar lanchonete no centro

Fotos: Valéria Cuter

Robson Augusto Camargo de 20 anos de idade, e Rugery Alan Antônio Piccoli, de 19, foram presos em flagrante neste sábado, através de um trabalho conjunto realizado pelos policiais militares tenente Kleber e soldado Carlos Roberto e Polícia Civil com os investigadores Caio e Paulinho com apoio de Jofre e dos delegados Lourenço Talamonte Neto e Celso Olindo.

Os dois realizaram um roubo qualificado seguido de lesão corporal dolosa em um estabelecimento comercial conhecido como Bar/Lanchonete Cardoso, que fica no cruzamento das ruas Campos Salles com a Cardoso de Almeida, região central da Cidade. O crime foi cometido por volta das 2 horas, quando o estabelecimento comercial estava fechado e quatro mulheres faziam a limpeza do local.

Os dois assaltantes ocultando os rostos com camisas estouraram o vidro frontal do bar e um deles armado com uma espingarda cano curto, calibre 38, conhecida como “garruchão”, renderam a proprietária e três funcionárias, anunciando o roubo. Na invasão um dos marginais acabou ferindo uma das mãos nos cacos de vidro.

Fazendo ameaças, usando palavras ofensivas de baixo calão e agredindo duas vítimas com coronhadas, os assaltantes exigiram dinheiro, mas acabam fugindo sem levar nada ao certificarem que o malote já havia sido levado. A violência dos marginais foi gravada no sistema de segurança do bar. Eles fugiram sentido Bairro do Lavapés, mas um deles (Robson) deixou cair o seu celular.

Os policiais militares tenente Kleber e soldados Carlos Roberto foram ao local e nas primeiras averiguações encontram o celular. Por intermédio do aparelho chegaram até um dos marginais (Robson Augusto Camargo). Em patrulhamento o assaltante foi localizado caminhando pela Rua Amando de Barros e recebeu voz de prisão. Posteriormente foi reconhecido pelas testemunhas.

Pela manhã, já tendo sido acionada a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) Rugery Piccoli foi identificado como o segundo assaltante. Os policiais civis Caio e Paulinho se deslocaram até sua casa na Rua 20, no Residencial Maria Luiza e efetuaram a prisão. Na casa desse indivíduo foi localizada a arma utilizada no crime. Com a prisão dos dois assaltantes o crime foi elucidado poucas horas depois de ter sido cometido.

“Mais uma vez o trabalho sincronizado entre as forças de segurança permitiu a elucidação de um crime grave como este de maneira rápida e eficiente”, colocou o delegado Lourenço Talamonte Neto que foi o responsável pela elaboração do Boletim de Ocorrência (BO). Os dois envolvidos foram conduzidos ? Cadeia Pública (transitória) de Itatinga, onde deverão permanecer até serem transferidos para o Centro de Detenção Provisória de Cerqueira Cesar.