Doença contagiosa impede cidadão de ser preso

Um cidadão de 31 anos de idade, embora tenha sido preso em flagrante acusado por crime de tráfico de entorpecentes não foi recolhido à Cadeia Pública de Itatinga em razão de sofrer uma doença contagiosa chamada tuberculose, também conhecida como tísica pulmonar.

Tudo começou no cruzamento das ruas Ary Thomaz Simonetti com a José Miguel Salomão, no Jardim Brasil quando o cabo Capeluppi  e soldado Minici  em patrulhamento pelo local dos fatos, avistaram o indiciado ao lado de um motoqueiro que se apressou em ir embora para não ser abordado.  O outro tentou dispensar um objeto que o policial segurou na mão e verificado que eram três porções de maconha e a quantia de R$59,00 Reais em dinheiro.

Questionado sobre o dinheiro não soube responder e que a maconha alegou ser para seu próprio uso. Dada voz de prisão para que ele fosse conduzido ao Plantão Permanente para que o Registro Digital de Ocorrência (RDO) fosse feito pelo delegado Paulo Buchignani. Foi, então, que a autoridade policial civil tomou conhecimento de que o indiciado fazia tratamento contra tuberculose e não tem condições de ficar preso.